Cooperação sul-sul pode ser mais ″profícua e concreta″, diz Sissoco Embaló | Guiné-Bissau | DW | 07.03.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Guiné-Bissau

Cooperação sul-sul pode ser mais "profícua e concreta", diz Sissoco Embaló

O Presidente da Guiné-Bissau está de visita ao Ruanda, onde se encontrou, esta segunda-feira, com o Presidente Paul Kagame. Os dois países assinaram acordos de cooperação nos domínios do Comércio, Turismo e Educação.

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, afirmou, esta segunda-feira (07.03),em Kigali, no Ruanda, onde se encontra em visita oficial, que a cooperação sul-sul às vezes pode ser mais "profícua, dinâmica e concreta".

"Às vezes perdemos tempo a pensar que temos de ir mais para norte, mais para a Europa, mas às vezes a cooperação sul-sul é mais profícua, dinâmica e concreta", afirmou o chefe de Estado guineense.

O Presidente guineense, que falava após um encontro com o seu homólogo, Paul Kagame, salientou que a Guiné-Bissau tem muito coisa para aprender com a República do Ruanda, tendo em conta a experiência daquele país.

Os dois países assinaram acordos de cooperação nos domínios do Comércio, Turismo e Educação.

Umaro Sissoco Embaló und Paul Kagame, Ruanda

Presidente guineense Umaro Sissoco Embaló e Presidente ruandês Paul Kagame reuniram-se, esta segunda-feira (07.03)

"Na educação ainda temos algumas dificuldades que podemos ultrapassar com a vossa experiência", sublinhou Umaro Sissoco Embaló, que convidou Paul Kagame para realizar uma visita oficial à Guiné-Bissau. O conviet foi aceite e a data será acordada por via diplomática.

O Presidente do Ruanda salientou que os acordos assinados representam múltiplos passos no reforço da cooperação entre os dois países.

No âmbito da visita, os dois chefes de Estado visitaram o Memorial do Genocídio.

Sissoco Embaló viajou para o Ruanda, para uma visita oficial de dois dias, acompanhado pela ministra dos Negócios Estrangeiros guineense, Suzi Barbosa. Do Ruanda, o chefe de Estado guineense viaja para a Turquia onde vai participar até 13 de março no Fórum da Diplomacia de Antalya.

Reflexões Africanas: As ameaças à democracia da Guiné-Bissau

Leia mais