Começa entrega de candidaturas para autárquicas em Moçambique | Moçambique | DW | 06.08.2018

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Começa entrega de candidaturas para autárquicas em Moçambique

A entrega de candidaturas para as eleições autárquicas de 10 de outubro em Moçambique arranca esta segunda-feira (06.08) e vai prolongar-se até ao próximo dia 13, anunciou presidente da Comissão Nacional de Eleições.

Abdul Carimo afirmou, em conferência de imprensa, que a marcação do dia 13 para o fim do processo de receção das candidaturas pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) traduz um alargamento por mais dois dias, uma vez que tinha sido inicialmente fixado o dia 11 para o encerramento da operação. 

"O dia 11 de agosto calha num sábado, um dia em que as instituições do Estado não funcionam e por isso o fim da receção das candidaturas passou para o dia 13", explicou o presidente da CNE.

A medida vai permitir uma melhor preparação aos partidos políticos, coligações e grupos de cidadãos interessados em candidatar-se às eleições autárquicas.

Para desburocratizar e tornar o processo ágil, a CNE reduziu o número de documentos que têm de ser autenticados.

De 14 a 15 deste mês, a CNE vai afixar as cópias das listas das candidaturas aceites, com a competente deliberação da aceitação ou rejeição da candidatura.

De 16 a 17, serão apresentados os recursos das candidaturas rejeitadas e o dia 18 será reservado à elaboração, cruzamento e impressão das listas definitivas através do sistema informático.

Entre os dias 19 e 22, serão afixadas as listas definitivas das candidaturas e no dia 24 vai decorrer o sorteio das listas definitivas na presença dos candidatos ou mandatários para o escalonamento no boletim de voto.

As eleições autárquicas de 10 de outubro serão as quintas do género em Moçambique, desde a introdução da municipalização em 1998.

Leia mais