Alemanha: Veículo invade zona pedonal e mata quatro pessoas em Trier | NOTÍCIAS | DW | 01.12.2020

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Alemanha: Veículo invade zona pedonal e mata quatro pessoas em Trier

Quatro pessoas, incluindo um bebé, morreram atropeladas e cerca de 30 ficaram feridas, depois de um carro ter avançado a alta velocidade sobre uma zona pedonal da cidade no sudoeste da Alemanha. Motorista foi detido.

Pelo menos quatro pessoas, incluindo um bebé, morreram esta terça-feira (01.12) em Trier, na Alemanha, e cerca de 30 ficaram feridas, algumas em estado grave, depois de um carro irromper por uma zona pedonal a alta velocidade, cujo condutor foi detido. 

Os números são avançados pela imprensa local, enquanto a polícia de Trier se limita, por enquanto, a falar de "vários mortes e feridos" e alega que o suspeito é um homem de 51 anos, não confirmando se foi um acidente, um "ato de loucura" ou um possível atentado. 

Ao início da tarde, no centro histórico da cidade, entre a Basílica de Constantino e a famosa Porta Nigra, uma viatura SUV lançou-se a grande velocidade por uma área pedonal e comercial. Durante várias centenas de metros, de acordo com as testemunhas, o veículo atropelou vários transeuntes, alguns dos quais foram projetados, e destruiu postos de lojas próximas. Daí, o condutor levou o veículo para uma rua adjacente, fora da zona pedonal, onde foi intercetado por várias viaturas da polícia e detido. 

Motivações por esclarecer

A polícia apontou que, neste momento, a motivação do suspeito é desconhecida, embora vários especialistas tenham descartado, em diferentes meios de comunicação, ter-se tratado de um simples acidente devido à longa travessia que o veículo fez pela zona pedonal, e julgaram os múltiplos atropelamentos como intencionais, algo que a polícia não confirmou. 

O autarca de Trier, Wolfram Leibe, mostrou-se chocado em breves declarações aos meios de comunicação, depois de percorrer as ruas afetadas, falou de "horror" e confirmou que uma das falecidas era uma menor. 

Um curto vídeo publicado nas redes sociais mostra um veículo SUV imobilizado por viaturas policiais e um homem a ser algemado de barriga para baixo na calçada, interrogado ao final da tarde pelos investigadores. 

O suposto autor do crime estava a passar por problemas psicológicos, segundo um dos seus antigos vizinhos, que em declarações ao canal de notícias NTV disse reconhecer a matrícula do carro, dizendo que o suspeito estava a passar por preocupações financeiras e "problemas com o pai". Um perfil não confirmado pelos investigadores ao final desta tarde. Segundo a agência de notícias alemã DPA, citando fontes próximas aos serviços de segurança, os investigadores não possuem nenhum elemento que aponte na direção de um ataque terrorista. 

"O que aconteceu em Trier é chocante. Os nossos corações estão com os familiares das vítimas, os muitos feridos e com todos aqueles que atualmente estão de serviço a cuidar dos afetados", reagiu o porta-voz da chanceler alemã Angela Merkel, Steffen Seibert, na rede social Twitter. 

Trier fica a cerca de 200 quilómetros a oeste de Frankfurt, perto da fronteira com o Luxemburgo.

Notícia atualizada às 19:15 CET de 1 de dezembro de 2020.