Versão soviética de ″Senhor dos anéis″ ressurge 30 anos após estreia | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 07.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cinema

Versão soviética de "Senhor dos anéis" ressurge 30 anos após estreia

Filme foi exibido na União Soviética em 1991. Por anos acreditou-se que a obra estava perdida, até emissora disponibilizá-la no YouTube e causar sensação nas redes sociais.

Cena de Khraniteli, versão soviética de O senhor dos anéis

Versão soviética foi exibida dez anos antes da estreia da trilogia de Peter Jackson

Uma versão soviética inspirada no famoso livro O senhor dos anéis, do escritor britânico J. R. R. Tolkien, reapareceu 30 anos depois de sua estreia. Intitulado Khraniteli, o filme foi exibido na União Soviética em 1991, e acreditava-se que a adaptação havia sido perdida. Na semana passada, porém, a obra foi disponibilizada no YouTube.

Exibida dez anos antes da estreia do primeiro filme da trilogia cinematográfica de Peter Jackson, a versão soviética da obra tem apenas duas horas de duração e parece ter sido retirada de outra época: os figurinos e cenários são rudimentares, os efeitos especiais, básicos, e muitas das cenas parecem mais uma produção teatral do que cinema.

A música da produção, de Andrei Romanov, da banda de rock Akvarium, dá uma ambientação soviética ao filme, que não lembra em nada O senhor dos anéis de Peter Jackson.

Mais de 800 mil visualizações

Segundo o jornal britânico The Guardian, após a exibição do filme em 1991, numa emissora de televisão da então cidade de Leningrado, hoje São Petersburgo, acreditava-se que a película havia sido perdida. Mas a herdeira da emissora, a 5TV, surpreendeu ao disponibilizar a obra no YouTube na semana passada. Em poucos dias, o filme já alcançou mais de 800 mil visualizações.

"Há décadas os fãs buscam o filme em arquivos, mas não conseguiam encontrá-lo", diz a reportagem do The Guardian, citando uma publicação em russo que escreve sobre a obra de Tolkien. "Quem encontrou e digitalizou o filme deveria ser homenageado com uma estátua", escreveu um leitor do jornal.

Khraniteli não foi a primeira adaptação de uma obra de Tolkien pela Emissora Leningrado. Em 1985, a rede havia lançado uma versão soviética de O hobbit.

cn/ek (DW)

Leia mais