Uma visita de barco ao Vale do Médio Reno | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 10.08.2013

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Turismo

Uma visita de barco ao Vale do Médio Reno

Loreley, burgos e cidades idílicas nas encostas do rio Reno são algumas das atrações de quem opta por um passeio de barco no oeste da Alemanha.

Assistir ao vídeo 05:05

Uma visita ao Vale do Médio Reno de barco

Os primeiros passeios de barco pela região começaram no século 19. O Vale do Médio Reno é um dos exemplos mais antigos de turismo de massa na Europa.

Uma opção para iniciar uma viagem no tempo é Rüdesheim, onde o visitante precisa conhecer o calçadão Drosselgasse e seus bares. Depois, emendar num passeio de barco de Rüdesheim a St. Goar. Pelo caminho, mais de 40 burgos pelas encostam lembram uma outra época. O tempo em que Backarach, cidade costeira, foi o mais importante local para o comércio de vinho no Vale do Médio Reno. As casas no centro têm mais de 500 anos.

Durante a Idade Média, era preciso pagar uma taxa para o uso comercial do rio. Por isso, muitos burgos à beira do Reno eram postos aduaneiros. Fato que garantia ainda mais dinheiro aos nobres.

Quem sempre sonhou em se hospedar num castelo, a região oferece oportunidade. Como é o caso do burgo Schönburg em Oberwesel. Há três gerações, o hotel é administrado pela mesma família.

O famoso rochedo da Loreley, em St. Goarshausen, atrai turistas devido aos mitos, lendas e histórias de que uma bela sereia encantava marinheiros com seus cânticos e belos cabelos loiros – o que resultava no naufrágio das embarcações. De um mirante de 132 metros de altura, é possível tirar fantásticas fotografias. As paisagens já fascinaram artistas do século 19. O chamado "romantismo do Reno" tornou a área ainda mais conhecida.

Desde 2002, o Vale do Médio Reno é considerado pela Unesco patrimônio cultural da humanidade.