Sinais do Natal em Berlim | Colunas semanais da DW Brasil | DW | 24.12.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coluna Checkpoint Berlim

Sinais do Natal em Berlim

Todo ano a aproximação do Natal segue rituais bem característicos na capital alemã. Além de decoração e feiras natalinas, a data pode ser sentida nas prateleiras dos supermercados.

Decoração natalina da avenida Unter den Linden, em Berlim

Neste ano, árvores da avenida Unter den Linden ganharam iluminação colorida

Tanto na Alemanha, quanto no Brasil, o Natal é uma época do ano especial. Nas semanas que antecedem a festa, alguns sinais bem característicos, que se repetem todo ano, indicam a aproximação desta data.

Um dos primeiros sinais de que o Natal está chegando surge nas janelas e ruas berlinenses. Do dia para a noite, a cidade se enche de cor, ganhando uma iluminação extra e colorida. A decoração natalina toma conta dos espaços públicos e privados. As luzinhas, além de deixar a cidade mais bonita, ajudam a superar os dias que escurecem cada vez mais cedo e o cinza que toma conta de Berlim no inverno.

Mercados de Natal surgem em vários pontos da cidade, são mais de 120. Árvores de Natal são montadas em alguns pontos turísticos, como na Potsdamer Platz ou no Portão de Brandemburgo. O cheirinho do quentão ou vinho quente, o Glühwein, emana da região onde essas feirinhas estão. A bebida é típica desta época.

As mais de 100 árvores da famosa avenida Unter den Linden também ganham uma iluminação especial. Neste ano, pela primeira vez foram usadas luzes de várias cores, não somente o tradicional amarelo. A mudança causou surpresa e desconfiança. Autoridades do departamento de proteção do patrimônio histórico teriam sido contra a nova decoração, que não combinaria com a histórica avenida. Esse também é um sinal do Natal em Berlim: todo ano surge uma nova polêmica em relação à decoração da cidade.

Outro sinal da aproximação do Natal se faz presente nos supermercados. Os fins de semana de advento são a época de reunir amigos e parentes para tomar um chá da tarde e assar os famosos biscoitos natalinos alemães, como o Vanillekipferl. Por isso, as prateleiras com ingredientes para biscoitos natalinos ficam vazias durante semanas.

Quem não se preparou e deixou para última hora para comprar marzipã, farinha de amêndoa, farinha de avelã, uva passa, ou algum tipo de nozes está perdido. É quase impossível encontrar esse tipo de ingrediente. O vazio toma conta das prateleiras e por mais que em algum momento elas sejam repostas parece que na mesma hora elas são imediatamente esvaziadas, como se as pessoas ficassem aguardando a reposição.

Na véspera do Natal, os mercados costumam abrir até as 14h e novamente indicam a chegada do Papai Noel. Quem esqueceu algum ingrediente da ceia, precisa ter paciência e saber improvisar. Os mercados ficam cheios de pessoas desesperadas levando tudo que veem pela frente, como se fosse faltar comida nos próximos dois dias em que as lojas estarão fechadas. Filas enormes se formam nos caixas, apesar da rapidez alemã neste tipo de atendimento. Além disso, várias prateleiras ficam vazias e nem sempre é possível encontrar o ingrediente procurado.

Berlim também costuma ficar bem mais vazia durante o Natal. Muitos de seus moradores costumam viajar para a casa de parentes ou de férias nesta época, e esse pequeno êxodo pode ser percebido pelos que ficaram na diminuição do trânsito ou no vazio de ônibus, trens e metrôs. A cidade parece puxar o freio na sua agitação tradicional e fica mais calma até os dias que antecedem o Ano Novo.

Clarissa Neher trabalha como jornalista freelancer para a DW Brasil e mora desde 2008 na capital alemã. Na coluna Checkpoint Berlim, publicada às segundas-feiras, escreve sobre a cidade que já não é mais tão pobre, mas continua sexy.

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais