Reino Unido inicia estudos com teste de sangue que detecta câncer | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 13.09.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Saúde

Reino Unido inicia estudos com teste de sangue que detecta câncer

Teste determina se parte do DNA no sangue vem de células cancerosas. Capaz de detectar precocemente mais de 50 tipos de câncer, método promete aumento significativo das taxas de sobrevivência.

Mãos enluvadas passam sangue de um frasco para outro

Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido retirará amostras de sangue de milhares de voluntários

O Serviço Nacional de Saúde (NHS), do Reino Unido, inicia nesta segunda-feira (13/09) testes com um exame de sangue que permite detectar mais de 50 tipos de câncer antes mesmo de os sintomas se manifestarem.

O que se sabe sobre o teste de Galleri

No teste de Galleri se examina o sangue para determinar se parte do DNA nele provém de células cancerosas. Os participantes do ensaio clínico terão suas amostras de sangue colhidas em clínicas ambulantes e outras instalações em todo o país. O NHS pretende incluir nos testes 140 mil voluntários de oito regiões da Inglaterra.

"Este exame de sangue rápido e simples pode marcar o início de uma revolução na detecção e tratamento do câncer aqui e em todo o mundo", anunciou a presidente-executiva do NHS, Amanda Pritchard, em comunicado.

O novo teste foi desenvolvido pela empresa de biotecnologia Grail Inc, que em novembro de 2020 firmou uma parceria com o NHS para o estudo. Com esse diagnóstico oncológico em estágio inicial, os pacientes podem se submeter a tratamento antes de a doença avançar.

De acordo com o NHS, um paciente cujo câncer é diagnosticado no estágio inicial normalmente tem entre cinco e dez vezes mais chance de sobreviver do que se a doença só é detectada no "estágio quatro", depois de ter se espalhado por outras partes do organismo.

"O diagnóstico precoce pode salvar vidas, e este novo teste revolucionário pode detectar câncer antes que os sintomas apareçam, fornecendo a melhor chance possível de vencer a doença", comentou o secretário de Saúde do Reino Unido, Sajid Javid.

Teste de Galleri pode ser divisor de águas

Peter Sasieni, professor do King's College de Londres especializado em prevenção do câncer, e um dos principais pesquisadores do estudo, acredita que o teste de Galleri "pode ​​ser um divisor de águas para a detecção precoce do câncer".

De acordo com a Cancer Research UK, com sede em Londres, mais de 166 mil indivíduos morrem de câncer no país, a cada ano. Os tumores malignos do pulmão, intestino, mama e próstata foram responsáveis, juntos, por quase a metade (45%) das mortes por câncer no Reino Unido em 2018.

Além dos exames de sangue, pesquisadores testam outras maneiras de detectar os estágios iniciais do câncer. Nos últimos anos, por exemplo, tem-se estudado as possibilidades de aplicação de um bafômetro. Os avanços na inteligência artificial também podem ajudar pesquisadores e profissionais de saúde a localizarem cânceres em pacientes com maior rapidez e precisão.

Leia mais