Réus são condenados no maior escândalo de manipulação do futebol europeu | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 19.05.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Réus são condenados no maior escândalo de manipulação do futebol europeu

Condenados na Alemanha os protagonistas do maior escândalo de manipulação no futebol europeu receberam pena de 5,5 anos. Eles teriam manipulado pelo menos 28 jogos, inclusive da Liga dos Campeões e eliminatórias da Copa.

default

Sapina (d), um dos condenados, conversa com seus advogados

Os protagonistas do maior escândalo de manipulação na história do futebol europeu, os croatas Ante Sapina e Marijo C., foram condenados nesta quinta-feira (18/05) a cinco anos e meio de prisão cada um. A sentença foi dada pelo Tribunal Regional de Bochum, no oeste alemão, que condenou Dragan M., considerado cúmplice, a 1,5 ano de liberdade condicional.

Ao longo do processo, os réus confessaram ter subornado jogadores, juízes e dirigentes entre 2008 e 2009. Aproximadamente 50 jogos teriam sido manipulados, entre os quais partidas da Liga dos Campeões e eliminatórias à Copa do Mundo, embora 28 partidas tenham sido consideradas no veredito.

Calcula-se que as fraudes tenham rendido a Sapina 2,3 milhões de euros. O croata já havia sido condenado a dois anos e 11 meses de prisão em 2005, no caso do juiz alemão Robert Hoyzer.

Em meados de abril, a sentença de outra parte do grupo fora pronunciada. Na época, Nürettin G., Tuna A. e Stevan R. foram condenados a penas entre 3 anos e 3 meses, e 3 anos e 11 meses.

RW/sid/dpa
Revisão: Nádia Pontes

Leia mais