1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
'Funk Staden': obra de Dias e Riedweg na 'documenta'Foto: Dias & Riedweg

Um perfil da dupla Maurício Dias e Walter Riedweg

Juliana Lugão
10 de junho de 2007

Maurício Dias e Walter Riedweg, videoartistas, trabalham juntos desde 1993, quando se conheceram na Suíça. Instalados no Rio de Janeiro, revelam uma nova faceta da realidade urbana a cada novo trabalho.

https://www.dw.com/pt-br/quem-s%C3%A3o-maur%C3%ADcio-dias-e-walter-riedweg/a-2580577

Carioca da gema, como ele mesmo se descreve, Maurício Dias (1964) estudou artes plásticas na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e se mudou para a Suíça logo após a formatura, onde viveu por 12 anos. Walter Riedweg (1955), nasceu em Lucerna, cidade da Suíça alemã. Os dois se encontraram na Basiléia, em 1993, e desde então trabalham juntos. Vivem atualmente no Rio de Janeiro.

O vídeo é o principal meio de trabalho e a relação com personagens determinados está sempre em foco – meninos de rua, porteiros, policiais de fronteira ou gigolôs, que se transformam em protagonistas e co-autores de suas propostas.

Apesar de o trabalho ser ancorado em diferentes realidades, a dupla lembra Walter Benjamin ao dizer que as histórias contadas têm a personalidade de quem está contando, da mesma forma como a escultura tem o toque de quem a modela.

Entre realidade e diferentes autorias, as referências para o trabalho do duo podem ser encontradas nas obras de Lygia Clark, Hélio Oiticica e Joseph Beuys. Maurício Dias e Walter Riedweg já participaram das Bienais de Veneza, Xangai, São Paulo, Liverpool, Havana e México.