Quase metade dos britânicos quer novo referendo sobre Brexit | Notícias internacionais e análises | DW | 26.01.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Quase metade dos britânicos quer novo referendo sobre Brexit

Estudo aponta que nova votação é apoiada tanto por apoiadores da permanência do Reino Unido na União Europeia quanto por eurocéticos. Dos entrevistados, 43% temem efeitos negativos do Brexit sobre a economia.

Bandeiras do Reino Unido e da UE

Maioria dos britânicos aprovou Brexit em 2016

Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (26/01) pelo jornal The Guardian revelou que 47% dos britânicos são a favor da realização de um novo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE). Apenas 34% são contra uma segunda votação sobre o chamado Brexit.

De acordo com a pesquisa, realizada pela empresa ICM, se os indecisos fossem eliminados dos resultados, seriam 58% os que apoiam um novo referendo, contra 42% que o rejeitam.

Leia também: Brexit Big Band: a trilha sonora de um megadivórcio

A pesquisa concluiu ainda que há pessoas favoráveis a um novo referendo tanto entre aqueles que apoiam o Brexit, quanto os que rejeitam. Segundo a ICM, um quarto daqueles que votaram pela saída do bloco europeu são a favor de convocar uma segunda votação assim que o governo britânico chegar a um acordo com a UE sobre os termos da futura relação entre ambos.

O estudo mostrou ainda que 43% dos entrevistados temem que o Brexit tenha efeitos negativos sobre a economia britânica.

Londres determinou 29 de março de 2019 como data para se desligar do bloco europeu. Até lá, o governo britânico espera chegar a um acordo com a União Europeia que possibilite a continuidade do comércio com o mercado único europeu com as menores barreiras possíveis.

Num referendo realizado em junho de 2016, 51,9% dos britânicos aprovaram o Brexit, mais de quatro décadas depois de o país aderir ao bloco comunitário europeu. Desde então, o país negocia o divórcio com a União Europeia. Em dezembro, os líderes de 27 Estados-membros da UE deram aval ao início da segunda fase das negociações.

Também em dezembro, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, perdeu uma votação-chave sobre o Brexit no Parlamento. A Câmara dos Comuns aprovou uma emenda que obriga o governo britânico a submeter um futuro acordo alcançado com a UE ao aval dos legisladores.

CN/efe/ots

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais