Polícia recupera carga roubada de emissoras alemãs | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 01.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Polícia recupera carga roubada de emissoras alemãs

Contêineres com equipamentos dos canais públicos de televisão da Alemanha são achados na Baixada Fluminense. Homens armados tinham roubado o material enviado ao Brasil para ser usado na transmissão dos Jogos Olímpicos.

Equipamentos das emissoras públicas alemãs ARD e ZDF, roubados no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (01/07), foram recuperados. A polícia carioca localizou o material num galpão na Baixada Fluminense. Segundo informações prévias, o equipamento está completo e intacto, segundo relato do correspondente da ARD, Michael Stocks.

Mais cedo, na manhã desta sexta-feira, dois contêineres contendo aparelhos eletrônicos e material para a estruturação de estúdios provisórios, localizados no Parque Olímpico, foram roubados. O material foi enviado ao Brasil para ser usado na transmissão dos Jogos Olímpicos de 2016. O valor do equipamento roubado é de cerca de 400 mil euros e estava assegurado.

Homens armados abordaram uma carreta com os dois contêineres, sem escolta, na Avenida Brasil, na altura do Mercado de São Sebastião. O transporte, que ao todo tinha oito contêineres, ia do porto do Rio de Janeiro até a Barra da Tijuca.

Os ladrões obrigaram o motorista a levar o material a um galpão, próximo do assalto. O motorista não sofreu ferimentos. Durante o dia, a polícia encontrou o caminhão, sem as cargas, no bairro de Jardim Anhangá, em Duque de Caxias.

Segundo a ZDF, o sistema de GPS do caminhão havia sido desligado ou destruído. De acordo com a emissora, o incidente não afetaria a capacidade de produção e cobertura dos Jogos Olímpicos, pois ainda havia bastante tempo para enviar material de reposição ao Rio de Janeiro.

Os Jogos Olímpicos de 2016 têm início em 5 de agosto, culminando com a festa de encerramento em 21 de agosto.

PV/ots

Leia mais