1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Rio com grande rochedo
Rochedo Loreley, no Médio RenoFoto: picture-alliance/ dpa
HistóriaAlemanha

Os rios

Publicado 9 de abril de 2013
Última atualização 19 de julho de 2021

Os rios desempenham um papel fundamental na Alemanha, não só na economia, como também na própria história do país.

https://www.dw.com/pt-br/os-rios/a-896537

"Germânia" foi a denominação que os romanos deram ao território situado entre os rios Reno, Elba e Danúbio, povoado ao norte pelas tribos saxônicas e frísias, ao oeste pelos francos, ao centro pelos turíngios e ao sul pelos suábios, alemães e bávaros.

Os principais rios alemães concentram-se no oeste do país, enquanto o nordeste caracteriza-se por ser uma região de lagos, de grande importância turística. A ação dos fenômenos glaciais sobre a planície setentrional determinou a formação de numerosos lagos, como o Müritz, os de Mecklemburgo e o Schwerin, e de pequenos cursos fluviais.

O maior rio da Alemanha é o Reno, com seus grandes afluentes Meno, Mosela, Neckar e Ruhr. Outras vias fluviais importantes são Elba, Danúbio, Spree, Weser, Oder e Neisse. Todos são regulares e constituem importantes vias de transporte. Em torno do Reno e de seus afluentes, desenvolveram-se grandes centros urbanos, núcleos industriais, zonas agrícolas, vinícolas e minas. O Elba, o Weser, o Ems e o Reno deságuam no Mar do Norte.

Salto de águas de um rio
Rheinfall, em Schaffhausen, onde o Reno patrocina o maior salto de águas da Europa CentralFoto: picture-alliance/dpa

À exceção do Danúbio, que flui de oeste para leste até desembocar no Mar Negro, os demais grandes rios da Alemanha correm de sul para norte. O Elba, procedente da Boêmia, na República Tcheca, liga as cidades de Dresden, Magdeburg e Hamburgo.

Cursos marcam fronteiras

O Weser tem origem na confluência dos rios Werra e Fulda na Baixa Saxônia, e o Ems, na Floresta de Teutoburgo. Ambos apresentam coloração escura, decorrente das turfeiras em suas cabeceiras, e correm lentamente até as desembocaduras. O canal de Mittelland, na Baixa Saxônia, constitui a principal artéria fluvial da região, sulcada por muitos canais que formam uma rede de comunicação entre o Ems, o Weser, o Aller, o Elba e o Oder.

O rio Reno nasce no maciço de São Gotardo, nos Alpes suíços, e atravessa o Lago de Constança, no sul do país. Seu curso marca a fronteira da Alemanha com a Suíça e com a França. Em território alemão, o Reno passa por Speyer, Mannheim, Mainz, Bonn, Colônia e Düsseldorf, desembocando no litoral holandês do Mar do Norte.

Um amplo sistema de canais permite o acesso a partir do Reno a outros grandes cursos fluviais, como o Elba, o Danúbio, o Ródano e o Marne. O Oder determina a fronteira com a Polônia, onde ele desemboca no Mar Báltico. Seu principal afluente em território alemão é o Neisse.

O Danúbio, que se origina da confluência de dois pequenos rios procedentes da Floresta Negra, o Brigach e o Breg, percorre os planaltos subalpinos de oeste para leste, passando pela Alemanha, Áustria, Hungria e Romênia.

Sua importância comercial, entretanto, é inferior à do Reno. Ao longo de seu curso alemão, recebe as águas do Altmühl e do Naab, pela vertente setentrional, e as do Iller (em Ulm, a partir de onde o Danúbio se torna navegável), do Lech, do Isar e do Inn pelo lado sul, a partir das vertentes alpinas.

Barco transportando carvão
Transporte fluvial de carvão Foto: Imago/A. Prost

A navegação fluvial concentra-se sobretudo no rio Reno e seus afluentes, todos com excelente infra-estrutura. A densa malha de rios e canais navegáveis perfaz 7,5 mil quilômetros e é um importante eixo de trânsito nas direções leste-oeste e norte-sul, tanto para o transporte de passageiros como de cargas. Cerca de 60% de todo o transporte fluvial na Alemanha acontece no trecho de 700 quilômetros entre Basileia, no sul, e a fronteira com a Holanda, no oeste.

O Lago de Constança (Bodensee) é o maior da Alemanha, com 536 quilômetros quadrados e uma profundidade média de 90 metros. Na Baviera, dois lagos de grande importância turística são o Chiemsee e o Starnberger See. 

Principais rios da Alemanha:

  • Reno – 865 km (dentro da Alemanha)
  • Elba – 727 km  
  • Danúbio – 647 km 
  • Meno – 527 km
  • Weser – 452 km
  • Spree – 382 km
  • Mosela – 242 km

Maiores canais navegáveis:

  • Mittellandkanal – 325,3 km
  • Dortmund-Ems-Kanal – 223 km
  • Main-Donau-Kanal (Meno-Danúbio) – 171 km
  • Nord-Ostsee-Kanal – 99 km