O show de Lewandowski | Colunas semanais da DW Brasil | DW | 27.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coluna Halbzeit

O show de Lewandowski

O Bayern de Munique abriu o cofre para contratar nomes como Coutinho e Cuisance, mas quem brilha no início da temporada é o artilheiro "Lewa". Se continuar no ritmo atual, camisa 9 pode quebrar recorde de 48 anos atrás.

O artilheiro do Bayern de Munique, Robert Lewandowski, na vitória contra o Schalke 04

O artilheiro do Bayern de Munique, Robert Lewandowski, na vitória contra o Schalke 04

O Bayern de Munique abriu o cofre na semana passada. Atendendo a reivindicações da torcida e de alguns dos principais jogadores do elenco, contratou às pressas Philippe Coutinho, Ivan Perisic e Michael Cuisance. Em julho, o próprio Robert Lewandowski havia se manifestado sobre a necessidade de encorpar o time com nomes de peso. O capitão Manuel Neuer não deixou por menos e deu o maior apoio ao atacante polonês.

Especialmente a aquisição por empréstimo do brasileiro Coutinho causou enorme frenesi. Tanto a torcida quanto a imprensa mal conseguiam esperar pela estreia do novo camisa 10 do atual campeão alemão. Todos os olhares na Veltins Arena, casa do Schalke 04, repousavam sobre o mais novo astro brazuca, que fez sua estreia pelo Bayern na segunda etapa.

Quem roubou a cena do espetáculo e brilhou intensamente, porém, não foi nenhum dos recém-contratados, que foram relegados a papéis de meros coadjuvantes. Coutinho, por exemplo, só chamou a atenção mesmo uma única vez. Foi quando passou a bola no meio das pernas de Caligiuri e, em seguida, se deixou cair simulando ter recebido uma falta do oponente.

Enquanto isso, Lewandowski dava continuidade ao seu show. Àquela altura da partida já tinha marcado dois gols: um de pênalti, com direito à paradinha, e outro através de uma cobrança perfeita de falta. Não satisfeito, após receber passe sob medida de Coman, se livrou do zagueiro e deu um chute inapelável e rasteiro no canto direito para marcar mais um. Era o seu nono hat-trick na Bundesliga. Detalhe: Coutinho e Perisic foram os primeiros a cumprimentar o artilheiro.

Na história dos confrontos entre Schalke e Bayern, dois protagonistas despontam como sendo os maiores algozes da equipe de Gelsenkirchen. Um atende pelo nome de Gerd Müller, maior artilheiro da Bundesliga, com 18 gols. É um recorde que pode cair ainda na atual temporada, pois o outro algoz é Robert Lewandowski que já anotou 16. Com os três gols marcados nesse fim de semana, ele completa nove partidas consecutivas contra o Schalke nas quais deixou sua marca de artilheiro.

Lewandowski já se transformou num fantasma que habita os piores pesadelos do torcedor azul-real do Schalke. O primeiro dos 207 gols que já marcou na Bundesliga até agora foi justamente contra o Schalke, quando ainda vestia a camisa do arquirrival Borussia Dortmund. Seu primeiro gol pelo Bayern, em 2014, ele também festejou na Veltins Arena.

O portal esportivo Kicker elegeu o centroavante polonês como o craque da rodada, além de escalá-lo para a seleção da rodada pela segunda vez consecutiva. Na escolha, pesou o quesito eficiência. Seja de pênalti, de cobrança de falta ou após receber um passe, as três finalizações que redundaram em gol beiraram a perfeição.

Na atual campanha da Bundesliga, o Bayern marcou cinco gols, todos, sem exceção, de autoria de Lewandowski. Se o atacante continuar com tamanha regularidade, poderá quebrar um recorde de 48 anos atrás. Em 1972, Gerd Müller, lendário atacante bávaro, marcou 40 gols na temporada.

Falta apenas um detalhe para que a alegria da torcida bávara pelo extraordinário início de campeonato de "Lewa" seja completa. A questão é que, até agora, não houve acordo entre o jogador e o clube para a renovação do atual contrato, que vence em 2021. A ideia da diretoria é uma prorrogação até 2024. Discutem-se valores.

Um pequeno sinal de esperança de que tudo acabe em bons termos, foi dado pelo próprio atleta, logo depois do jogo em Gelsenkirchen, a um repórter da TV Sky: "Ainda faltam pequenos detalhes, nem tudo está claro. Só 95%."

A renovação do contrato do artilheiro não é apenas necessária, mas absolutamente imprescindível para que os ambiciosos objetivos do clube possam ser atingidos. Desse modo, o show de Lewandowski poderá continuar na Bundesliga.  

--

Gerd Wenzel começou no jornalismo esportivo em 1991 na TV Cultura de São Paulo, quando pela primeira vez foi exibida a Bundesliga no Brasil. Desde 2002, atua nos canais ESPN como especialista em futebol alemão. Semanalmente, às quintas, produz o Podcast "Bundesliga no Ar". A coluna Halbzeit sai às terças. Siga-o no TwitterFacebook e no site Bundesliga.com.br

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais