Nasa investiga primeira acusação de crime cometido no espaço | Notícias internacionais e análises | DW | 24.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Estados Unidos

Nasa investiga primeira acusação de crime cometido no espaço

Astronauta Anne McClain é acusada pela ex-mulher de ter acessado sua conta bancária ilegalmente quando estava a bordo da Estação Espacial Internacional, afirma "NYT". Americana admite acesso, mas nega irregularidade.

Anne McClain esteve a bordo da Estação Espacial Internacional entre dezembro de 2018 e junho de 2019

Anne McClain esteve a bordo da Estação Espacial Internacional entre dezembro de 2018 e junho de 2019

A Nasa, agência espacial americana, está investigando a primeira acusação da história de um crime que teria sido cometido no espaço, segundo publicou o jornal The New York Times. O caso estaria relacionado ao divórcio da astronauta Anne McClain e sua mulher.

Segundo a publicação, McClain foi acusada de acessar ilegalmente e sem autorização a conta bancária da esposa, a agente de inteligência da Força Aérea americana Summer Worden, enquanto estava a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Worden disse ter ficado "chocada" ao perceber que McClain parecia estar checando seus extratos e seus hábitos de consumo. Ela acusou a ex-mulher de roubo de identidade.

A astronauta negou qualquer irregularidade na ação, alegando que estava apenas verificando as finanças do casal, que ainda estariam atreladas. McClain disse ainda que, no passado, costumava acessar a conta bancária de Worden com frequência, com o consentimento da esposa.

Segundo afirmou ao New York Times o advogado de McClain, Rusty Hardin, sua cliente "negou veementemente ter praticado algo impróprio" e está "cooperando totalmente" com a investigação de seus supostos delitos.

Existem regulamentações específicas para lidar com possíveis questões jurídicas a bordo da Estação Espacial Internacional, estabelecidas há muito tempo pelas agências espaciais dos Estados Unidos, Rússia, Canadá, Japão e União Europeia. Mas esta pode ser a primeira vez que elas venham a ser de fato implementadas.

Worden, contudo, deverá enfrentar problemas para provar seu caso, já que parece improvável que a Nasa abra seus sistemas computacionais complexos e altamente seguros para uma investigação relacionada a um acordo de divórcio.

Em processo de separação ao longo do último ano, o casal trava uma disputa acirrada sobre a custódia do filho de Worden, que supostamente nasceu após as duas se conhecerem, mas Worden resistiu em deixar McClain adotar legalmente a criança.

McClain viajou em direção à Estação Espacial Internacional em dezembro de 2018 para uma missão de seis meses, tendo retornado à Terra em junho deste ano.

Durante seus meses no espaço, ela participaria, ao lado da astronauta Christina Koch, da primeira caminhada espacial totalmente feminina, mas a atividade acabou sendo cancelada depois que se descobriu que não havia trajes especiais suficientes em tamanho apropriado para mulheres. Apenas 11% dos astronautas já enviados ao espaço são do sexo feminino.

EK/dw/dpa/ots

____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
App | Instagram | Newsletter

Leia mais