Nasa abrirá estação espacial para turistas | Notícias internacionais e análises | DW | 07.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Turismo

Nasa abrirá estação espacial para turistas

A partir de 2020, duas missões turísticas serão enviadas à ISS pelos americanos. Viagens devem durar 30 dias. Transporte até estação custará US$ 58 milhões e diária no local sairá por US$ 35 mil.

ISS

ISS foi construída em 1998

A Nasa anunciou nesta sexta-feira (07/06) que abrirá a Estação Espacial Internacional (ISS) para turistas a partir de 2020. Inicialmente apenas duas missões privadas serão permitidas por ano.

"A Nasa está abrindo a Estação Espacial Internacional para oportunidades comerciais e comercializando essas oportunidades como nunca fizemos antes", afirmou o diretor financeiro da agência espacial americana, Jeff DeWit.

A passagem de ida e volta para o espaço custará aproximadamente 58 milhões de dólares (cerca de 223 milhões de reais). Além do transporte, os turistas precisarão arcar com o valor da diária na ISS, que sairá por 35 mil dólares (135 mil reais) para viagens de até 30 dias e incluiu a acomodação e todas as refeições.

A viagem será oferecida pela SpaceX e Boeing, as duas empresas que constroem veículos espaciais para a Nasa. Por ano, a agência permitirá a ida de duas missões privadas para a ISS. A tripulação de cada uma delas será escolhida pela companhia que organizar o passeio. A estação tem capacidade para receber até 12 turistas por ano.

Para ir ao espaço, os turistas, porém, deverão seguir as mesmas recomendações médicas e procedimentos de treinamento e certificação dos astronautas profissionais.

Construída em 1998 juntamente com a Rússia e outros países que participam da missão internacional, a ISS não pertence à Nasa, mas os Estados Unidos pagaram e controlam a maioria dos módulos que compõem a estação.

 

Essa não é a primeira vez que a estação será aberta a turistas, mas o anúncio marca uma mudança de postura da agência americana, que evitava explorar a atividade, segundo o jornal Washington Post. Até então, a maior parte dos turistas espaciais havia sido levado à estação pela Rússia. Em 2001, o empresário americano pagou 20 milhões de dólares aos russos por uma viagem ao espaço. 

CN/afp/rtr/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados