1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto: A. Kisbenedek/AFP/Getty Images

Ministro da Defesa renuncia na Hungria

7 de setembro de 2015

Hende Csaba deixa cargo, após atrasos na construção de cerca na fronteira com a Sérvia, para barrar a entrada de migrantes no país. Somente em agosto, cerca de 50 mil refugiados chegaram à Hungria.

https://www.dw.com/pt-br/ministro-da-defesa-renuncia-na-hungria/a-18699212

Em meio à crise migratória que atinge a Hungria e a Europa, o ministro da Defesa do país Hende Csaba renunciou nesta segunda-feira (07/09), após uma reunião do conselho de segurança nacional sobre o assunto.

"O conselho ouviu o relato sobre o estado de prontidão da cerca temporária de segurança na fronteira. Após a reunião, o ministro apresentou sua demissão", afirmou o comunicado oficial.

Segundo uma fonte do governo ouvida pela agência de notícias Reuters, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, não estaria satisfeito com o andamento das obras de construção da cerca na fronteira com a Sérvia, para impedir a entrada de migrantes no país.

As forças armadas, coordenadas pelo Ministério da Defesa, estão diretamente envolvidas na obra. Orban ofereceu o cargo de Csaba a Istvan Simicsko, que é membro do seu partido Fidesz.

Somente neste ano, mais de 167 mil migrantes entraram ilegalmente na Hungria. Recentemente, o país se juntou à Grécia e à Itália como porta de entrada da Europa. Apenas em agosto, aproximadamente 50 mil pessoas atravessaram os Bálcãs em direção ao território húngaro.

CN/rtr/afp