1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Angela Merkel levanta polegar para o ministro das Finanças, Olaf Scholz, no Parlamento
Merkel saúda Scholz no ParlamentoFoto: Michael Kappeler/dpa/picture alliance

Merkel parabeniza social-democrata por sucesso eleitoral

29 de setembro de 2021

Candidato do partido da chanceler, Armin Laschet também saúda Olaf Scholz. Apesar da vitória, social-democrata ainda depende da formação de uma aliança com demais partidos para poder governar.

https://www.dw.com/pt-br/merkel-parabeniza-social-democrata-por-sucesso-eleitoral/a-59357505

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, congratulou pessoalmente Olaf Scholz, candidato social-democrata à chefia de governo e atual ministro das Finanças, por seu "sucesso eleitoral".

O porta-voz do governo, Steffen Seibert, que divulgou o fato nesta quarta-feira (29/09), não comentou o resultado das eleições legislativas que resultaram na vitória do Partido Social-Democrata (SPD), acrescentando apenas que Merkel seguiria com suas funções até a posse do sucessor.

"A chanceler federal continuará a cultivar laços estrangeiros, inclusive através de viagens ao exterior e encontros e conversas com chefes de Estado e governo de outros países", explicou o porta-voz.

Também o principal adversário de Scholz no pleito, o candidato da União Democrata Cristã (CDU) de Merkel, Armin Laschet, saudou seu rival, depois de ser criticado pela demora em tomar essa iniciativa, informou a agência de notícias AFP. Segundo fontes partidárias, os parabéns foram enviados por carta.

Conversas para formar coalizão

As eleições gerais do último domingo se concluíram com a vitória social-democrata, porém bem longe de uma maioria absoluta. Assim, será necessário formar uma coalizão de governo.

O bloco conservador da CDU e da União Social Cristã (CSU) ficou em segundo lugar no pleito, seguido do Partido Verde e do Partido Liberal Democrático (FDP).

De acordo com o secretário-geral do FDP, Volker Wissing, a sigla pró-livre mercado está relutante em se associar aos social-democratas devido a divergências de política, preferindo uma aliança governamental com a CDU/CSU de Laschet, complementada pelos verdes.

Em meio a negociações com o Partido Verde, o presidente do FDP, Christian Lindner, postou no Instagram uma foto sua junto com Wissing e os líderes verdes Annalena Baerbock e Robert Habeck, comentando: "Na procura por um novo governo, sondamos pontos em comum e pontes sobre o que separa, e até encontramos alguns. Tempos excitantes."

Para debater o futuro de uma eventual coalizão, os liberais se encontrarão primeiro com os verdes na sexta-feira, depois no fim de semana com os conservadores e social-democratas.

av/ek (AFP, DPA, Reuters)