Maduro rechaça ofertas de Trump para ajudar venezuelanos | Notícias sobre a América Latina e as relações bilaterais | DW | 16.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Venezuela

Maduro rechaça ofertas de Trump para ajudar venezuelanos

Segundo governo, preocupação de Washington com crise na Venezuela é "cínica". Além de apontar tentativas de desestabilização e sanções, Caracas exortou Trump a melhorar condições críticas da própria população.

Governo Maduro pede fim de perseguição política e econômica e de ameaças à segurança e integridade da Venezuela por Trump

Governo Maduro pede fim de perseguição política e econômica e de ameaças à segurança e integridade da Venezuela por Trump

O governo de Nicolás Maduro declarou neste sábado (16/12) que os Estados Unidos "burlam" a comunidade internacional ao oferecerem ajuda humanitária à Venezuela, enquanto "persiste com as tentativas de desestabilização e ataca com sanções económicas".

Em comunicado, o executivo do presidente Maduro "rejeita categoricamente o cínico anúncio" da porta-voz do Departamento de Estado americano, Heather Nauert, nesta sexta-feira, declarando a preocupação de seu país para com o povo venezuelano, que vive "péssimas condições", indicando que Washington está pronto a abastecer a população com comida.

Assistir ao vídeo 01:09

Maduro lança "bitcoin venezuelano" para enfrentar crise econômica e embargos

Esses fornecimentos "poderão ser disponibilizados de imediato caso o governo da Venezuela aceite assistência humanitária internacional". Nauert instou Maduro a "deixar de negar as necessidades do seu povo e permitir que lhe chegue ajuda da comunidade internacional".

O executivo venezuelano disse hoje estar surpreendido que os EUA "estejam em condições de oferecer alimentos e outro tipo de ajuda de emergência à Venezuela, quando há poucas semanas foi incapaz de responder corretamente à crise causada pela temporada de furacões em Porto Rico".

A administração Maduro exortou o presidente Donald Trump a se esforçar para melhorar as "condições críticas" em que vive um "amplo setor" da população americana. Além disso, pediu que Trump ponha fim à "perseguição política e econômica" e às "ameaças à segurança e integridade" da Venezuela.

A nação sul-americana atravessa uma crise econômica, com escassez de alimentos básicos e medicamentos, acarretando hiperinflação, que os críticos de Maduro atribuem às "más" políticas do presidente venezuelano.

AV/lusa/efe

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados