Líder norte-coreano recebe delegação da Coreia do Sul | Notícias internacionais e análises | DW | 05.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Líder norte-coreano recebe delegação da Coreia do Sul

Representantes do governo sul-coreano fazem visita histórica para pedir que Pyongyang retome diálogo sobre programa nuclear. É a primeira vez que Kim Jong-un se reúne com delegação do país vizinho.

Kim Jong-un

Kim Jong-un jantou com delegação do país vizinho na capital norte-coreana

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, recebeu nesta segunda-feira (05/03) uma delegação sul-coreana de alto nível em Pyongyang. De acordo com o escritório presidencial de Seul, o grupo foi ao país pedir ao regime da Coreia do Norte que retome o diálogo sobre seu programa nuclear.

É a primeira vez que Kim, que herdou o cargo de seu pai quando este faleceu em 2011, reúne-se com representantes de um governo sul-coreano. Foi também a primeira visita em mais de dez anos de uma delegação da Coreia do Sul de alto nível ao país vizinho.

Kim afirmou que a visita da delegação sul-coreana mostra seu desejo verdadeiro de estreitar os laços intercoreanos e escreve uma "nova história da reunificação nacional", segundo a agência de notícias estatal KCNA.

A agência afirmou ainda que a delegação e o líder norte-coreano conversaram sobre meios para aliviar a tensão na península coreana e retomar o diálogo, a cooperação e o intercâmbio. Kim recebeu ainda uma mensagem do presidente sul-coreano Moon Jae-in.

Segundo um comunicado de Seul, Kim jantou com a delegação na capital norte-coreana. O grupo é liderado por Chung Eui-yong, chefe do escritório presidencial sul-coreano de Segurança Nacional, e inclui outros quatro delegados – entre eles o diretor do Serviço Nacional de Inteligência (NIS), Suh Hoon – e cinco funcionários de apoio.

"Vamos transmitir o desejo do presidente Moon Jae-in de promover a desnuclearização da península da Coreia e a paz permanente, estendendo a boa vontade e a melhora das relações intercoreanas criadas nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang", afirmou Chung, antes da partida.

Ao desembarcar no aeroporto internacional de Sunan, ao norte de Pyongyang, a delegação sul-coreana foi recebida por Ri San-gwon, diretor da agência do regime que se encarrega de tramitar os assuntos intercoreanos.

Seul assegurou que a missão buscará ampliar a aproximação conseguida no marco dos recentes Jogos Olímpicos de Inverno e que tratará o início de um possível diálogo entre Washington e o isolado país asiático com a última meta para conseguir a desnuclearização da península.

Nos Jogos de Olímpicos de Inverno em PyeongChang, que terminaram em 25 de fevereiro, as duas Coreias desfilaram sob a bandeira da unificação. O evento esportivo foi marcado por acontecimentos políticos: da presença da irmã de Kim –a primeira visita de um membro do clã Kim à Coreia do Sul desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953 – ao anúncio de Seul, durante a cerimônia de encerramento, de que Pyongyang estaria disposto a conversar com os Estados Unidos.

CN/efe/lusa/rtr

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais