1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
England London Lockdown Taxi
O governo também deve confirmar que os setores de varejo, alimentação ao ar livre e cabeleireiros poderão reabrir em 12 de abril na InglaterraFoto: Dominika Zarzycka/NurPhoto/picture alliance
SaúdeReino Unido

Inglaterra vai distribuir testes gratuitos de covid-19

5 de abril de 2021

Governo pretende oferecer dois testes rápidos por semana a moradores do país como parte de plano para reabrir a economia após vacinação em massa.

https://www.dw.com/pt-br/inglaterra-vai-distribuir-testes-gratuitos-de-covid-19/a-57102976

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta segunda-feira (05/04) que todos os moradores da Inglaterra poderão fazer testes rotineiros de covid-19 duas vezes por semana, no âmbito de uma nova campanha para rastrear casos da doença e favorecer a reabertura da economia após todo o Reino Unido já ter aplicado pelo menos uma dose de vacina em metade da sua população adulta. O plano de testagem deve começar a ser executado em 9 de abril.

Johnson, que deve confirmar os planos de permitir novamente as viagens internacionais e abrir outros setores da economia nesta segunda-feira, disse que o novo programa de testes em massa tem a possibilidade de quebrar a cadeia de transmissões e detectar casos assintomáticos

Enquanto grande parte da Europa se prepara para entrar em novos lockdowns como forma de frear o aumentos de casos, Johnson estabeleceu um plano escalonado para aliviar as restrições nos próximos meses na Inglaterra, que concentra a maior parte da população do Reino Unido.

"À medida que continuamos a fazer um bom progresso em nosso programa de vacinas e com nosso roteiro para aliviar cautelosamente as restrições em andamento, a testagem rápida regular é ainda mais importante para garantir que esses esforços não sejam desperdiçados", disse Johnson em comunicado.  "[O objetivo é que seja possível] voltarmos a ver as pessoas que amamos e fazer as coisas de que gostamos", completou.

O ministro da Saúde, Matt Hancock, também comentou o plano no Twitter.  "Todos poderão fazer um teste rápido de coronavírus gratuito duas vezes por semana a partir de 9 de abril", escreveu.

Segundo o governo, os testes serão enviados para residências e empresas, ou retirados em farmácias e centros de testagem. Os testes permitem saber os resultados em 30 minutos, porém, são menos precisos do que os testes de PCR usados para confirmar oficialmente os casos de covid-19. O governo sublinhou, no entanto, que os testes desempenharão um papel importante na abertura da sociedade a todo o tipo de atividades.

O aumento dos testes deve ajudar as autoridades de saúde a rastrear a pandemia enquanto o país se reabre lentamente após um lockdown rígido de quatro meses.

Johnson deve confirmar que os setores de varejo, alimentação ao ar livre e cabeleireiros poderão reabrir em 12 de abril na Inglaterra, enquanto um sistema de semáforo será usado para viagens internacionais com com base nos níveis de infecção e vacinação dos países. Passaportes de vacinas também estão sendo testados em eventos com público.

O Reino Unido é um dos países europeus mais afetados pela pandemia. O país acumula 4,3 milhões de casos da doença e 126 mil mortes. O ritmo do avanço da doença, no entanto, tem diminuído. Neste domingo, o país registrou apenas 10 mortes de pessoas que testaram positivo nos últimos 28 dias. Foram registrados ainda 3.423 novos casos.

jps (reuters, lusa)