″Infiltrados ilegais″, diz Netanyahu sobre imigrantes africanos | Notícias internacionais e análises | DW | 11.01.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

"Infiltrados ilegais", diz Netanyahu sobre imigrantes africanos

Governo de Israel inicia ofensiva contra imigração ilegal e espera que 38 mil pessoas saiam do país até o final de março.

Assistir ao vídeo 01:15

Israel quer que 38 mil migrantes ilegais deixem o país até o final de março. O governo oferece 3 mil euros e uma passagem de avião a quem aceitar sair. A maioria] dos afetados são africanos, de Eritreia e Sudão. Benjamin Netanyahu classifica os migrantes africanos de “infiltrados ilegais”.