1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Torcida brasileira no estádio 974 em Doha acima de faixas em homenagens a Pelé, com imagens do rei do futebol
Pelé foi homenagenado por torcedores e jogadores na vitória do Brasil por 4 a 1 sobre a Coreia do SulFoto: Martin Rickett/empics/picture alliance
FutebolBrasil

Imprensa alemã destaca êxito do Brasil sobre a Coreia do Sul

6 de dezembro de 2022

Jornais e portais de notícia exaltam homenagens dos jogadores da seleção a Pelé e atuação "de gala" que garantiu vaga nas quartas de final da Copa do Mundo no Catar, além de Neymar e "malabarismo" de Richarlison.

https://p.dw.com/p/4KVyu

Veículos de imprensa e sites esportivos alemães deram destaque para as homenagens dos jogadores da seleção brasileira a Pelé após a vitória sobre a Coreia do Sul nesta segunda-feira (05/12), e exaltaram a atuação "de gala" dos "artistas da bola" brasileiros, que garantiram a vaga nas quartas de final da Copa do Mundo no Catar.

Die Welt – Brilhante, Brasil chega fácil às quartas de final

Liderados pelo já recuperado Neymar, os artistas da bola do Brasil cimentaram seus sonhos de uma sexta Copa do Mundo com uma performance de gala. Os recordistas de títulos mundiais avançaram para as quartas de final do torneio no Catar com uma vitória de 4 a 1 contra uma subjugada e desesperançosa Coreia do Sul.

Em menos de 15 minutos de jogo, frente a 43.847 espectadores, os brasileiros já tinham dançado alegremente duas vezes junto à torcida. 

Primeiro, o ótimo Raphinha começou a driblar pela direita, se aproximou da marca do pênalti e deu um passe para Vinicius Jr. Ao invés de completar diretamente a jogada, o jovem de 22 anos recebeu a bola calmamente, mirou no canto direito e a colocou dentro do gol.

O time inteiro pulou abraçado perto da marca de escanteio. Depois, Neymar, Vinicius Júnior, Lucas Paquetá e Raphinha puderam fazer mais uma apresentação de samba.

Mais tarde, Richarlison foi derrubado na área e o árbitro Clément Turpin marcou o pênalti. Os torcedores exigiam Neymar, que se recuperou de uma lesão no tornozelo, para a cobrança. O jogador de 30 anos atrasou sua corrida para a bola e, de maneira relaxada, a empurrou para o canto direto inferior. Enquanto o goleiro sul-coreano permanecia parado, a bola cambaleava para o gol.

Esse gol foi fez com que a superstrela brasileira se juntasse a Pelé e Ronaldo no rol dos jogadores que marcaram gols em três Copas do Mundos diferentes. E a seleção não parou por aí.

Os sul-coreanos foram dominados pela velocidade e elegância técnica dos favoritos. O ex-jogador do Leipzig Hee-Chan Hwang testou o goleiro Alisson duas vezes, mas o Brasil manteve sua vantagem confortável no jogo.

Após uma tabela magnífica entre três jogadores, cada um com apenas um toque na bola, Richarlison estava livre na frente do gol para marcar sem esforço. Poucos minutos depois, a coisa ficou ainda melhor. Dessa vez, Neymar iniciou um contra-ataque e enfiou a bola para Vinicius Jr., que cruzou direto no meio para Paquetá. Mais uma vez, os brasileiros dançaram em frente à torcida. Era possível quase sentir pena dos asiáticos.

No segundo tempo, a seleção estava mais relaxada. Como resultado, os azarões criaram mais chances, mas fracassaram em todas elas graças ao ótimo Alisson. Mas os sul-coreanos ainda tiveram sucesso. Um belo chute de Paik chegou ao gol, com um leve desvio.

Süddeutsche Zeitung – Brilhante, Brasil chega fácil às quartas de final

Após a apresentação de gala contra a Coreia do Sul, Neymar caminhava no gramado de chinelos, antes de chamar toda a seleção para enviar uma mensagem para a lenda do futebol brasileiro, Pelé.

Liderados pela superestrela, os recordistas de títulos mundiais posaram para fotos após a vitória por 4 a 1 com uma faixa mostrando a imagem do ídolo de 82 anos.

A mensagem era clara: mesmo depois de chegar com facilidade às quartas de final da Copa do Mundo no Catar, o time dá seu apoio a Pelé, que está internado há alguns dias em um hospital em São Paulo.

De todo jeito, Pelé deve ter gostado ao ver pela televisão a impressionante demonstração de força contra os desesperadamente sobrecarregados asiáticos. 

"Ele não está bem, mas nós estamos pensando nele. Desejamos a ele o melhor e jogamos por ele. Espero que ele esteja feliz com a gente", disse Neymar, sobre Pelé.

"Dedicamos essa vitória a ele. Esperamos que ele saia do hospital o mais rápido possível e que nós possamos ser campeões mundiais por ele", afirmou o atacante Vinicius Jr.

Bild – Momento emocionante após o apito final

Uma vitória dedicada a Pelé! Ele deve ter gostado desses 90 minutos. O Brasil tirou a Coreia do Sul da Copa do Mundo e está nas quartas de final após vencer por 4 a 1. O adversário da próxima sexta-feira será a Croácia.

A 12 mil quilômetros de distância do estádio 974 em Doha, a lenda do futebol, acometida de um câncer, torce no hospital Albert Einstein em São Paulo. Antes do início da partida, Pelé postou no Instagram a mensagem "eu quero inspirar vocês, meus amigos"!

E foi o que ele fez. E como! Os sul-americanos atropelaram a Coreia do Sul e confirmaram seu papel de favoritos. Logo no início, Vinicius Jr. e Neymar colocaram a seleção no caminho da vitória. Aí então aconteceu a mágica.

Aos 29 minutos, Richarlison fez malabarismo com a bola, com a cabeça e o pé. Uma jogada dos sonhos dos dois defensores Marquinhos e Thiago Silva foi completada por Richarlison: 3 a 0.

Depois do gol, o artilheiro correu para a lateral do campo e dançou com seus colegas e com o técnico Tite. Paquetá fez 4 a 0 antes do intervalo. E após a pausa Paik marcou o gol de consolação para a Coreia do Sul.

Sportschau – Pelé "inspira" o Brasil a vencer a Coreia do Sul

Nos últimos dias, surgiram notícias preocupantes sobre a saúde de Pelé. A lenda do futebol se pronunciou através do Instagram e assegurou seu apoio à seleção brasileira, a partir de seus país.

Antes das oitavas de final contra a Coreia do Sul, ele escreveu que sabia que muitos deles querem vencer sua primeira Copa do Mundo. "Quero inspirar vocês, meus amigos. Assistirei ao jogo daqui do hospital e estarei torcendo muito por cada um de vocês. Estamos juntos nessa caminhada", disse Pelé, que foi campeão mundial com o Brasil em 1958, 1962 e 1970.

Os brasileiros querem conquistar o sexto título mundial de futebol em Catar. Nos últimos dias, o técnico Tite e muitos jogadores da seleção estiveram preocupados com Pelé. O ex-jogador fora de série está no hospital em São Paulo há vários dias.

A imprensa noticiou que a quimioterapia não funciona mais para ele. O próprio Pelé recorreu ao Instagram para assegurar que está forte e ainda tem esperanças.

A equipe brasileira também tem. Depois da vitória por 4 a 1 sobre a Coreia do Sul, todos os jogadores desenrolaram e ergueram uma faixa com os dizeres "Pelé", ao lado de uma imagem do ídolo brasileiro durante uma comemoração. Ele possivelmente ficará bastante feliz com uma vitória na final, no dia 18 de dezembro.

rc (ots)