Hertha Berlim coloca todo elenco em quarentena após quatro casos de covid-19 | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 16.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Esporte

Hertha Berlim coloca todo elenco em quarentena após quatro casos de covid-19

Berlinenses são a primeira equipe da Bundesliga forçada a um isolamento de 14 dias. Dois treinadores e dois jogadores testam positivo. Adiamento de três jogos provoca caos na reta final da competição.

A atual temporada da Bundesliga corre o risco de não ser encerrada dentro do prazo. O Hertha Berlim detectou quatro casos de infecção pelo coronavírus em seu elenco nesta semana e se tornou, nesta sexta-feira (16/04), o primeiro clube da elite do futebol alemão forçado a colocar todo o departamento de futebol em isolamento por 14 dias.

As próximas três partidas do Hertha Berlim – contra Mainz 05, Freiburg e Schalke 04 – tiveram que ser adiadas para depois de 28 de abril. O adiamento e os casos de covid-19 no elenco criaram uma situação complicada para o clube ameaçado de rebaixamento. O Hertha Berlim ocupa a 15ª colocação na tabela com 26 pontos – apenas três a frente do Colônia, penúltimo colocado.

O Hertha Berlim contatou o departamento de saúde local depois que o treinador Pál Dárdai, o cotreinador Admir Hamzagiz e o atacante belga Dodi Lukebakio terem testado positivo na quarta-feira. No dia seguinte, o clube divulgou os casos de covid-19 e anunciou que o restante da equipe ficaria numa bolha de isolamento em grupo por 14 dias.

Durante a verificação de contato, somente o treinador-adjunto Andreas Neuendorf foi identificado como alguém que teve contato de primeiro grau com um dos infectados, razão pela qual a equipe foi liberada a continuar com os treinamentos e os jogos como um grupo isolado. O diretor esportivo Arne Friedrich assumiu os treinos de quinta-feira. No entanto, naquele mesmo dia, outro jogador, o lateral-esquerdo Marvin Plattenhardt, também testou positivo.

Seis jogos em maio

Como o departamento de saúde local identificou haver uma cadeia de infecção dentro do plantel da equipe, foi instruído que todos do departamento de futebol fossem colocados em quarentena doméstica. Jogadores e comissão técnica devem ficar isolados do mundo exterior por 14 dias. Os jogadores seguirão um plano de treino em suas casas por meio de treinamentos virtuais.

A temporada 2020/2021 da Bundesliga está agendada para ser encerrada em 22 de maio. Com o adiamento das três próximas partidas, o Hertha Berlim teria, portanto, que jogar seis partidas em pouco mais de duas semanas. Ou até menos, pois as regras da Liga Alemã de Futebol (DFL) estipulam que a equipe deve ter pelo menos alguns dias para retomar os treinos após o término da quarentena.

"Do ponto de visto esportivo, isso nos afeta, evidentemente, porque agora temos que jogar seis jogos da Bundesliga até o final da temporada em 22 de maio em meio à luta pela manutenção na primeira divisão", disse Friedrich. "Aceitamos a situação apesar das circunstâncias difíceis e vamos fazer de tudo ao nosso alcance para um exitoso final de temporada."  

Goleiro no hospital e drama do Dynamo Dresden

Estes não foram os primeiros casos de covid-19 no Hertha Berlim. Há duas semanas, o goleiro norueguês Rune Jarstein foi diagnosticado com covid-19. Ele contraiu a variante britânica do novo coronavírus e chegou a ser internado num hospital. Embora já esteja em estágio avançado de recuperação, Jarstein não deve mais jogar nesta temporada.

Como Jarstein estava isolado, não foi ele que contagiou Dárdai, Hamzagiz, Lukebakio e Plattenhardt – os quatro apresentaram sintomas bem mais brandos e não preocupam, conforme comunicou o diretor esportivo Friedrich.

Na temporada passada, o Dynamo Dresden viveu um cenário semelhante na 2. Bundesliga e acabou rebaixado ao terceiro escalão do futebol alemão após uma quarentena forçada e uma sequência desgastante de três jogos em nove dias. 

Curiosamente, o Dynamo Dresden voltou a sofrer com infecções esta semana e o elenco foi ordenado a uma quarentena até segunda-feira, depois que dois jogadores testaram positivo para covid-19. Dois jogos do Dresden – atual líder da terceira divisão – foram adiados. O elenco passará por novos testes no início da próxima semana.

pv (dpa, sid, ots)

Leia mais