Foto de ″vovô nazista″ em hotel gera controvérsia na Áustria | Notícias internacionais e análises | DW | 06.09.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Europa

Foto de "vovô nazista" em hotel gera controvérsia na Áustria

Em críticas publicadas em sites de turismo, hóspede alemão reclamou de hotel quatro estrelas que exibia retratos de oficiais nazistas na recepção. Postagens foram apagadas, mas donos estão processando-o por difamação.

Hotel que gerou polêmica fica em Gerlos, nos Alpes tiroleses

Hotel que gerou polêmica fica em Gerlos, nos Alpes tiroleses

Um cidadão alemão está sendo processado pelos proprietários de um hotel na Áustria por reclamações que ele publicou em sites de turismo: nos reviews, o hóspede criticou o estabelecimento por decorar seu lobby com retratos de homens vestindo uniformes com suásticas.

As críticas foram publicadas em alemão e em inglês nos sites Booking.com e TripAdvisor, afirmando que o hotel quatro estrelas expõe o "retrato de um vovô nazista" logo na entrada.

O homem, identificado como Thomas K., esteve com sua esposa no hotel, localizado no vilarejo de Gerlos, nos populares Alpes tiroleses, em agosto. Após o check-in, eles notaram duas fotos emolduradas em uma parede perto da entrada do estabelecimento, penduradas acima de um arranjo de flores.

Uma das fotos mostrava um jovem vestindo uniforme adornado com o símbolo da água e a suástica, e o outro retrato trazia um homem mais velho. Ver um nazista sendo homenageado publicamente no hotel fez com que o alemão sentisse indignação e desgosto, dizia a postagem.

"Isso nos fez pensar sobre o que os donos do hotel estariam tentando dizer com essas imagens. Esse incidente diz muito sobre o atual estado das coisas nessa região da Áustria. Infelizmente, nosso desejo de visitar essa região de montanhas desapareceu completamente", escreveu Thomas K., segundo o jornal britânico The Guardian.

Os donos do hotel pediram a remoção dos comentários aos dois portais de turismo, argumentando que a descrição de "vovô nazista" era difamatória. O Booking.com, sediado na Holanda, apagou a reclamação, mas o americano TripAdvisor se recusou inicialmente a fazê-lo.

O hotel conseguiu identificar Thomas K. ao comparar o número da reserva no Booking.com com a reclamação, postada através de um pseudônimo, e entrou com um processo por difamação contra o turista alemão.

O advogado dos donos do hotel argumentou que os dois homens nas fotografias – avô e tio de um dos proprietários – não eram membros do Partido Nazista, mas apenas da Wehrmacht, as Forças Armadas do regime de Adolf Hitler, durante a ocupação da Áustria.

Entretanto, Thomas K. conseguiu provar, após pesquisa nos Arquivos Nacionais da Alemanha, que os dois oficiais aderiram de fato ao Partido Nazista em 1941 e 1943. Os proprietários afirmam que não tinham conhecimento desse fato.

A corte de Innsbruck deu parecer inicial favorável ao hotel, uma vez que os reviews de Thomas K. sugeriam que os proprietários também seriam simpatizantes dos ideais nazistas. Segundo o tribunal, o interesse dos donos de proteger sua reputação prevalece sobre o direito de liberdade de expressão do hóspede. O processo por difamação ainda continua em tramitação.

As postagens acabaram sendo removidas também no TripAdvisor. O advogado dos proprietários disse que a família decidiu remover os polêmicos retratos da recepção do hotel.

RC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
App | Instagram | Newsletter

Leia mais