1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

Dois anos com o Boko Haram

Muntaqa Ahiwa e Jan-Philipp Scholz (mp)
31 de maio de 2016

Christina Ijabla viveu o quotidiano de violência das moças raptadas pelos radicais islâmicos. Ela diz que ofensiva do exército está fazendo Abubakar Shekau querer negociar com o governo nigeriano.

https://www.dw.com/pt-br/dois-anos-com-o-boko-haram/video-19295865

Por quase dois anos, Christina Ijabla, de 20 anos, foi mantida em cativeiro pelos radicais islâmicos do Boko Haram que invadiram a sua cidade, Madagali, no nordeste da Nigéria. Ela foi violentada e ficou grávida. Christina conseguiu escapar há quatro semanas e vive com seu tio em Yola, onde espera pelo nascimento do filho concebido em cativeiro. Desde que escapou do Boko Haram, em abril de 2016, ela não recebeu qualquer assistência do governo nigeriano. Christina contou a reportagem da DW como foi o período de cativeiro com o Boko Haram.