Correspondente da DW é preso em Belarus | Notícias internacionais e análises | DW | 09.08.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Correspondente da DW é preso em Belarus

Jornalista é detido sem justificativa oficial, após a prisão de outros profissionais da mídia no país. DW solicita explicação a embaixador, e governo alemão pede respeito à liberdade de imprensa.

Paulyuk Bykowski trabalha como jornalista para a redação russa da DW

Paulyuk Bykowski trabalha como jornalista para a redação russa da DW

O correspondente da DW Paulyuk Bykowski foi preso em Belarus nesta quarta-feira (08/08), após autoridades do país realizarem buscas em sua residência. O jornalista trabalha para a redação russa da emissora. As autoridades bielorrussas não divulgaram o motivo da prisão.

A DW pediu explicações sobre a prisão ao embaixador da República de Belarus em Berlim e exigiu a libertação imediata de Bykowski. A emissora também disse ao embaixador esperar que se respeite o Estado de Direito ao lidar com jornalistas credenciados.

"O comitê de investigação veio até mim", escreveu o correspondente da DW no Facebook na manhã desta quarta-feira. Pouco depois, a esposa dele, Volha Bykowskaja, confirmou as buscas na residência. Segundo ela, a procuradoria emitiu um mandado de busca para o apartamento do casal. Os investigadores teriam dito a Bykowski que inicialmente ele seria levado como testemunha.

Em entrevista à DW, a esposa do jornalista afirmou que representantes das autoridades de investigação chegaram ao apartamento por volta das 8h30 e apreenderam computadores, tablets, telefones, pen-drives e cartões bancários. As buscas duraram cerca de duas horas.

Ela acredita que a detenção esteja ligada a investigações policiais que têm como alvo jornalistas independentes em Belarus. "Um caso absolutamente absurdo", afirmou, dizendo suspeitar que a prisão faça parte de uma manobra de repressão.

Na terça-feira, forças de segurança realizaram buscas nas redações do portal de notícias bielorrusso tut.by e da agência de notícias BelaPAN. Ao menos quatro jornalistas de ambos os veículos foram detidos.

Segundo as autoridades, as ações estão ligadas a investigações sobre um suposto acesso ilegal a ofertas de informação pagas da agência de notícias estatal Belta. Bykowski havia comentado o caso na posição de especialista em mídia na emissora Euroradio.

Após a prisão, o Ministério do Exterior alemão pediu que Belarus respeite a liberdade de imprensa e não adote ações desproporcionais contra jornalistas. "O governo alemão defende a proteção dos princípios básicos de liberdade de imprensa e de opinião", disse um porta-voz do ministério à DW.

Harlem Desir, encarregada de liberdade de imprensa da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), expressou preocupação com a detenção de jornalistas em Belarus.

"As medidas altamente desproporcionais adotadas pelas autoridades policiais contra dois veículos noticiosos independentes levanta preocupações sérias quanto ao respeito à mídia independente em Belarus", afirmou Desir em comunicado.

LPF/dw

____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp 

App | Instagram | Newsletter