Concertos e festivais marcam os 60 anos da Rota Romântica | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 11.09.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Concertos e festivais marcam os 60 anos da Rota Romântica

Trecho que liga Würzburg a Füssen, no sul da Alemanha, sedia festas de rua, apresentações em museus e igrejas, feiras e exposições. Rota Romântica encanta com suas paisagens naturais e históricas.

default

Rota passa pelos estados da Baviera e Baden-Württemberg

Além dos castelos, vilas medievais e paisagens bucólicas, quem percorrer a Rota Romântica, no sul da Alemanha, nos próximos meses encontrará grandes surpresas neste conhecido ponto turístico. Em comemoração aos 60 anos da chamada Romantische Strasse, a região abriga, até o final do ano, diversas manifestações artísticas e culturais.

Fazem parte das festividades do caminho que liga Würzburg a Füssen atrações concorridíssimas, como os concertos em Neuschwanstein, cujos ingressos estão esgotados desde fevereiro último. Durante o mês de setembro, o castelo que inspirou as construções dos contos de fadas de Walt Disney abrigará performances de orquestras e solistas.

Entrada livre

Mas nem todos os eventos requerem a compra de ingressos. Diversificada, a comemoração dos 60 anos da Rota Romântica ainda está repleta de festividades culturais que exaltam os costumes da região, como a Buchinger Herbstfest, que ocorre em Halblech, cidade vizinha à morada do rei Ludwig 2º, de 18 de setembro a 20 de setembro.

A cada ano, na terceira segunda-feira do mês de setembro, este vilarejo se transforma em palco para uma grande festa popular, que oferece comidas típicas, cerveja encorpada, música regional e participantes vestidos a caráter.

Nos demais pontos turisticos da Rota Romântica a agenda de eventos também é movimentada. Lauda-Königshofen terá exposições, feiras e música ao vivo, Feuchtwangen programou procissão nas ruas e Füssen, shows de jazz com músicos internacionais.

Schloss Neuschwanstein 01

O castelo de Neuschwanstein é uma das grandes atrações da rota

Atrações atemporais

De qualquer maneira, o passeio pela rota rumo aos Alpes é marcado por atrações turísticas sempre interessantes. O trajeto se estende por dois estados alemães: Baviera e Baden-Württemberg e reserva atrações pitorescas entre uma vila e outra, que podem ser visitadas o ano inteiro – especialmente na primavera e no verão, quando as condições climáticas favorecem passeios ao ar livre.

Os amantes da arquitetura podem contemplar a arte barroca de Würzburg, além das construções de Dinkelsbühl, uma das cidades medievais mais bem preservadas da Alemanha.

Construída no século 15, Fuggerei é considerada um dos primeiros complexos de moradias sociais do país e também vale a visita. Já Augsburg, cidade de mais de 2.000 anos e berço do famoso teatro de marionetes, o chamado Augsburger Puppenkiste, oferece também o museu Die Kiste.

Würzburg Reportage Flash Galerie 103

Catedral St. Kilian, em Würzburg, considerada patrimônio pela Unesco

Atividades mais esportivas

Sem montanhas ou aclives íngremes, a rota é um convite para um passeio de bike – ou mesmo uma viagem inteira sobre duas rodas. Bem sinalizada, a ciclovia permite explorar os castelos, lagos e riachos da região.

Entre uma parada e outra, ainda é possível se hospedar nas charmosas pousadas, que são, por si só, uma viagem no tempo e na história deste sexagenário roteiro ao sul da Alemanha.

A origem do caminho de Würzburg a Füssen

Apesar da fama internacional desta que é uma das primeiras rotas turísticas da Alemanha (turistas japoneses são tão numerosos que ganharam sinalizações em seu idioma), os desbravadores originais da Romantische Strasse não são oficialmente conhecidos.

Ainda assim, é sabido que grande parte do trecho tem bem mais que 60 anos – arquivos de 1900 registram que o percurso era usado como rota comercial pelos romanos que seguiam de Füssen a Augsburg, em direção ao rio Lech.

O percurso conhecido nos dias atuais surgiu nos anos de 1950. Na época, o passeio turístico tinha como principal objetivo atrair os soldados norte-americanos com base na Alemanha, a fim de mostrar uma nação mais calorosa e estimulante.

Chinesische Touristen in Neuschwanstein

Japoneses são os mais assíduos na Rota Romântica

Em suas seis décadas de existência, a trilha que almejava passar uma imagem renovada de um país rico em cultura e história atraiu – e continua a atrair – centenas de milhares de visitantes.

Hoje, a Rota Romântica é considerada uma das principais atrações da Europa, com suas paisagens e construções não apenas românticas, mas envolventes e inebriantes.

Autora: Monique dos Anjos
Revisão: Nádia Pontes

Leia mais