Clássico de Fritz Lang faz parte da Memória da Humanidade | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 08.11.2001

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cultura

Clássico de Fritz Lang faz parte da Memória da Humanidade

"Metrópolis" é o primeiro filme a integrar a lista da Unesco

O diploma da Unesco confirmando a inclusão de Metrópolis, o clássico do cinema mudo, na lista da Memória da Humanidade, foi entregue nesta quinta-feira em Munique ao presidente da curadoria da Fundação Friedrich Wilhelm Murnau, Ulrich Hagen. Na cerimônia foi apresentada a versão restaurada do filme de Fritz Lang, com uma trilha sonora nova, composta por Aljoscha Zimmermann.

Metrópolis, o mais conhecido filme mudo alemão, é a primeira produção cinematográfica a ser incluída na lista do patrimônio intelectual da humanidade. Rodado em 1925/26 nos legendários estúdios de Babelsberg, com Gustav Fröhlich e Brigitte Helm nos papéis principais, o filme estreou em 1927. Pouco depois da estréia, surgiu uma versão encurtada e falsificada; o original perdeu-se.

Em vários anos de pesquisa, a Fundação Murnau, sediada em Wiesbaden, conseguiu descobrir negativos desaparecidos que permitiram reconstituir o filme quase que por completo. Um quinto da versão original, contudo, continua faltando. A primeira apresentação da versão restaurada deu-se no Festival Internacional do Cinema de Berlim deste ano.

Beethoven, Gutenberg e Goethe — Entre as 21 novas inclusões deste ano no registro da Memória da Humanidade, quatro são da Alemanha. Além do filme de Fritz Lang, a lista abrange agora a invenção da imprensa por Johannes Gutenberg, a Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven e o espólio de Johann Wolfgang von Goethe.

Com o registro da Memória da Humanidade, iniciado em 1992, a Unesco pretende contribuir para a preservação da herança intelectual da humanidade, depositada em bibliotecas, arquivos, museus, memoriais e outras instituições culturais. Na Alemanha, um Comitê Nacional elabora desde 1999 sugestões para a inclusão na lista.