Cápsula da SpaceX com astronautas retorna à Terra | Notícias internacionais e análises | DW | 02.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Cápsula da SpaceX com astronautas retorna à Terra

Pouso no Golfo do México marcou o encerramento bem-sucedido da primeira missão espacial tripulada realizada por uma empresa privada.

US-Astronauten nach historischer Mission zur ISS wieder auf Erde (picture-alliance/dpa/NASA)

Cápsula SpaceX pousa no mar. Foi o primeiro pouso desse tipo em mais de quatro décadas

Após dois meses no espaço, a cápsula Crew Dragon, da Space X, pousou neste domingo (02/08) em segurança no Golfo do México, na costa dos EUA, transportando dois astronautas da Nasa.

Essa é a primeira missão tripulada lançada a partir dos Estados Unidos em nove anos, desde a aposentadoria dos ônibus espaciais em 2011. A missão levou os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley para a Estação Espacial Internacional (ISS).

Também foi o primeiro voo espacial privado que enviou uma tripulação ao espaço e demonstra que os Estados Unidos recuperaram a capacidade de enviar seus astronautas ao espaço e trazê-los de volta.

"Bem-vindos à Terra e obrigado por terem voado com a SpaceX", anunciou o diretor de voo aos astronautas, que responderam imediatamente. A cápsula Crew Dragon Endeavour pousou na água em frente à costa de Pensacola, na Flórida, conforme previsto, às 14h48 locais (15h48 de Brasília) e aparentemente sem sofrer danos após reentrar na atmosfera terrestre, segundo imagens exibidas ao vivo.

A cápsula foi em seguida recolhida por uma embarcação da SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, com mais de 40 pessoas a bordo, incluindo médicos e enfermeiros, que cumpriram um período de isolamento de duas semanas e foram testados para o novo coronavírus antes de entrar em contato com os astronautas.

Lançada a partir do Cabo Canaveral em 30 de maio, a cápsula Dragon, apelidada pela tripulação como Endeavour – em homenagem ao ônibus espacial homônimo–, o veículo, lançado pelo foguete Falcon 9, também da Space X, acoplou à Estação Espacial Internacional no dia seguinte.

Hurley e Behnken deixaram o laboratório espacial na noite de sábado, após dois meses a cerca de 400 quilômetros da superfície terrestre.

O regresso desta cápsula da SpaceX também representou a primeira vez em mais de quatro décadas que astronautas da Nasa regressam ao planeta por meio de um pouso na água. A última vez que isso ocorreu foi em 24 de julho de 1975, quando a Apollo CSM-111 regressou, pousando no norte do Pacífico, colocando fim à missão espacial conjunta de EUA e União Soviética Apollo-Soyuz.

A próxima missão espacial, prevista para 2021, deverá transportar quatro astronautas que passarão seis meses completos na Estação Espacial Internacional.

Após a retirada dos seus ônibus espaciais, a NASA recorreu a empresas privadas como a SpaceX e a Boeing para o envio dos seus astronautas para a Estação Espacial Internacional.  Até a entrada do setor privado, a Nasa vinha recorrendo a foguetes russos.

JPS/lusa/afp

__________________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais