1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Familiares choram em torno de caixao de vitima da covid
Conass também confirmou 32.572 novos casos da doençaFoto: Pilar Olivares/Reuters

Brasil registra 1.305 mortes por covid-19 em 24 horas

25 de abril de 2021

Total de óbitos associados ao coronavírus no país supera os 390 mil. Mês de abril já é o mais letal desde o início da pandemia, com cerca de 69 mil mortes.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-registra-1305-mortes-por-covid-19-em-24-horas/a-57331423

O Brasil registrou 1.305 novas mortes associadas à covid-19 neste domingo (25/04), segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O mês de abril já é o mais letal da pandemia no Brasil, com cerca de 69 mil mortes.

O Conass também confirmou 32.572 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções no país chega agora a 14.340.787, e os óbitos somam 390.797.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

Os números divulgados nos fins de semana também costumam ser mais baixos, uma vez que as equipes responsáveis pela notificação trabalham em escala reduzida.

O Conass não divulga número de recuperados. Segundo o Ministério da Saúde, 12.766.772 pacientes se recuperaram da doença até este sábado. 

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes no Brasil subiu para 186, a 13ª mais alta do mundo, se excluído o país nanico San Marino.

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 32 milhões de casos, e da Índia, com 16,9 milhões de pessoas infectadas. É também o segundo em número absoluto de mortos, já que mais de 571 mil pessoas morreram nos EUA.

Ao todo, mais de 146,7 milhões de pessoas já contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e mais de 3,1 milhões de pacientes morreram em decorrência da doença.

bl (ots)