1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Neymar, Raphina, Paquetá e Richarlison comemoram gol do Brasil contra Coreia
Os gols brasileiros foram marcados por Vinícius Jr., Neymar de pênalti, Richarlison e Lucas Paquetá. Foto: Pablo Porciuncula/AFP/Getty Images
FutebolBrasil

Brasil goleia e avança para quartas de final no Catar

5 de dezembro de 2022

Seleção brasileira tem excelente desempenho no primeiro tempo e garante passagem para a próxima fase da Copa do Catar. Próximo adversário será a Croácia, que ganhou do Japão nos pênaltis.

https://p.dw.com/p/4KVlp

A Seleção Brasileira goleou nesta segunda-feira (05/12) a Coreia do Sul pelas oitavas de final Copa do Mundo do Catar pelo placar de 4 a 1.

Os gols brasileiros foram marcados por Vinícius Jr., Neymar (de pênalti), Richarlison e Lucas Paquetá. O único gol da Coreia do Sul foi marcado por Seung-Ho Paik. 

O Brasil entrou em campo com uma formação bastante parecida com a utilizada na vitória por 2 a 0 contra a Sérvia, na primeira partida da equipe no Mundial. A surpresa foi a volta de Neymar, depois de perder três jogos em razão de uma contusão sofrida no duelo contra os sérvios.

Para o jogo das oitavas de final, as lesões dos dois laterais-esquerdo do Brasil, o titular Alex Sandro e seu substituto, Alex Telles, levaram o técnico Tite a improvisar no setor o lateral-direito Danilo, colocando em seu lugar o zagueiro Éder Militao, que jogou nessa posição na partida contra a Suíça.

Alex Sandro tinha expectativa de jogar as oitavas de final, mas ele ainda se recupera de uma lesão no quadril.

A Coreia do Sul foi para o jogo embalada pela vitória por 2 a 1 contra Portugal na fase de grupos, que a colocou à frente do Uruguai e garantiu a classificação para as oitavas.

Após o duelo desta segunda-feira, Brasil e Coreia do Sul somam 8 jogos, com sete vitórias brasileiras e apenas uma para os sul-coreanos.

Primeiro Tempo

O jogo começou com as duas equipes tentando impor velocidade no ataque, mas com boas atuações das defesas.

O primeiro gol do Brasil aconteceu aos 7 minutos. Raphinha surgiu em velocidade pela direita e cruzou para o meio da área. Neymar deixou passar e a bola encontrou Vinícius Jr. livre pela esquerda, que concluiu com um lindo toque deslocando os defensores sul-coreanos e o goleiro Kim Seung-Gyu. Foi o primeiro gol do atacante do Real Madrid em Copas do Mundo.

Vinícius Jr. acerta um lindo chute colocado para marcar o seu primeiro gol em Copas do Mundo. Três defensores e o goleiro se jogam para tentar, em vão, impedir o gol.
Vinícius Jr. acerta um lindo chute colocado e marca o seu primeiro gol em Copas do MundoFoto: Ulrik Pedersen/DeFodi Images/picture alliance

Logo depois, aos 10 minutos, Richarlison foi derrubado na área e o árbitro francês Clement Turpin marcou pênalti. Neymar bateu com extrema categoria e colocou com paradinha no lado esquerdo do gol de Kim Seung-Gyu. Foi o 76º gol do camisa 10 pela seleção brasileira, o 7º em Copas do Mundo.

A primeira chance para os sul-coreanos veio aos 16 minutos. Hee-Chan recebeu pelo lado esquerdo, na entrada da área, e chutou forte, para a primeira defesa do goleiro Alisson na Copa do Catar.

Richarlison, que havia feito dois gols na primeira partida da seleção na Copa, voltou a marcar. Aos 28 minutos, ele  controlou a bola com a cabeça na entrada da área tocou para Marquinhos, que achou Thiago Silva; em seguida, o capitão brasileiro encontrou o camisa 9 do Brasil em boa posição para tocar para o fundo das redes.

Aos 35, Vinícius J. se aproximou novamente pela esquerda do ataque e deu um lindo toque para o meio da área; a bola encontrou Lucas Paquetá, que chutou cruzado para marcar o quarto gol do Brasil.

Paquetá ainda teve a chance de ampliar aos 45 minutos em um chute próximo da pequena área, mas o goleiro Kim Seung-Gyu fez boa defesa. Richarlison também perdeu grande chances nos acréscimos, ao chutar fraco para a fácil defesa do sul-coreano.

Segundo tempo

Os sul-coreanos começaram a segunda etapa tentando impor um ritmo forte para diminuir a diferença no placar. O técnico Paulo Bento fez duas substituições no intervalo, para deixar a equipe mais ofensiva.

Richarlison, artilheiro da equipe brasileira chuta à esquerda do goleiro Kim Seung-gyu para marcar o terceiro gol do Brasil contra a Coreia do Sul
Richarlison, artilheiro da equipe brasileira, marcou o terceiro gol dele na Copa do CatarFoto: Pavel Golovkin/AP Photo/picture alliance

Aos dois minutos, o atacante Son, a principal estrela do time sul coreano, chegou com perigo ao ataque e quase marcou o primeiro de sua equipe. Alisson, bem colocado, defendeu com o peito.

Aos poucos, a seleção brasileira passou a controlar melhor o jogo. Raphinha fez grande jogada individual aos 9 minutos; ele se livrou de três marcadores, mas chutou fraco para a defesa do goleiro sul-coreano.

Mais tarde, aos 16, Raphinha chegou novamente com perigo pelo lado direito mas perdeu ótima oportunidade para marcar seu primeiro gol em Copas.

Pouco depois, os sul-coreanos levaram perigo à defesa brasileira com um chute cruzado de Hwang, que parou em excelente defesa de Alisson.

Em seguida, o camisa 8 Seung-Ho Paik acertou um lindo chute de fora da área, após uma rebatida da defesa brasileira, para fazer o gol sul-coreano na partida aos 30 minutos.

Aos 35 minutos, Alisson foi substituído por Weverson, o terceiro goleiro da seleção brasileira, que teve sua primeira oportunidade na Copa do Catar.

Próximo adversário

Com o resultado, o Brasil vai enfrentar a Croácia nas quartas de final na próxima sexta-feira às 12:00, no horário de Brasília. No outro jogo desta segunda-feira pelas oitavas de final da Copa do Catar, os croatas venceram o Japão nos pênaltis e avançaram para a fase seguinte.

Brasil e Croácia se enfrentaram quatro vezes, com três vitórias brasileiras e um empate. A seleção venceu os croatas nas Copas de 2014, no Brasil (2 a 0) e de 2006, na Alemanha (1 a 0).

Ficha técnica

Brasil 4 x 1 Coreia do Sul

Local: Estádio 974, em Doha.

Arbitragem: Árbitro: Clement Turpin (França). Assistentes: Nicolas Dano (França) e Cyril Gringore (França). Quarto árbitro: Slavko Vincic (SLO) VAR: Jérome Brisard (França).

Gols: Vinícius Jr (7'/1T), Neymar (12'/1T), Richarlison (28'/1T), Lucas Paquetá (35'/1T), Seung-Ho Paik (30'/2T)

Cartões amarelos: Jung Woo-Young (43'/1T)

Brasil: Alisson (Weverton); Éder Militão (Daniel Alves), Marquinhos, Thiago Silva e Danilo (Bremer); Casemiro, Lucas Paquetá e Neymar (Rodrygo); Raphinha, Richarlison e Vini Jr (Gabriel Martinelli).

Técnico: Tite.

Coreia do Sul: Kim Seung-Gyu, Kim, Kim Moon-Hwan, Kim Min-Jae, Kim Young-Gwon e Kim Jin-Su (Hong Chul); Hwang In-Beom (Seung-Ho Paik) e Jung Woo-Young (Jun-ho Son); Lee Kang-In, Hwang Hee-Chan, Cho Gue-Sung (Hwang Ui-Jo) e Son Heung-Min.

Técnico: Paulo Bento.