Bola da Copa é feita de tecnologia e polêmica | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 10.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Bola da Copa é feita de tecnologia e polêmica

Jabulani, a bola oficial da Copa do Mundo de 2010, custou à Adidas quatro anos de desenvolvimento e testes. No entanto, não agradou a algum jogadores e foi comparada às bolas vendidas em supermercado.

default

Jabulani, feita especialmente para a Copa

Bonita, moderna, tecnológica e polêmica: assim é Jabulani, a bola produzida pela fabricante alemã Adidas para a Copa do Mundo de 2010. Seu nome vem da língua zulu e significa "comemorar".

Durante quatro anos, a partir da Copa de 2006, a Jabulani foi desenvolvida, submetida a canais de vento, aprimorada e testada por vários jogadores. "A bola é composta por apenas oito gomos, esculpidos tridimensionalmente, o que lhe garante ser uma esfera perfeita. Cavidades na superfície possibilitam que sua trajetória seja firme e estável", elogiou Oliver Brüggen, relações públicas da empresa.

Mas o resultado de tanto investimento não agradou a todos. Assim que os jogadores de todas as seleções começaram a treinar com a nova bola, vieram críticas pesadas. Algumas das mais pesadas foram do atacante italiano Gianpaolo Pazzini, que a chamou de "catástrofe", e do goleiro brasileiro Júlio César, para quem ela é "horrorosa e parece aquelas que são vendidas em supermercado".

Para a Adidas, estas palavras fortes não passam de intriga. "Observando bem, dá para perceber que estas críticas vêm de jogadores que têm contratos com nossas concorrentes. Nós podemos garantir que a Jabulani é mais redonda, precisa e estável do que qualquer outra bola já feita", defendeu Brüggen.

Autor: Tadeu Meniconi

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais