Bônus para compra de automóveis anima indústria na Alemanha | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 25.01.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Bônus para compra de automóveis anima indústria na Alemanha

Medida anticrise do governo aumenta procura por automóveis na Alemanha e faz indústria automotiva revisar para cima projeção de vendas para 2009.

default

Carros da Opel no pátio da montadora em Bochum

Ao menos uma das medidas anticrise anunciadas pelo governo alemão parece estar surtindo efeito imediato. Trata-se do chamado bônus ambiental de 2.500 euros a que o comprador de um automóvel tem direito caso mande seu veículo usado para o ferro-velho.

Para poder usar o bônus estatal, o consumidor deve optar por um carro zero quilômetro que atenda no mínimo à norma ambiental Euro 4. Deve, ainda, enviar para o desmanche um veículo fabricado há pelo menos nove anos. Segundo o governo, 1,5 bilhão de euros estão reservados para o programa.

De acordo com revendas de automóveis da Alemanha, principalmente a procura por modelos menores e mais baratos cresceu desde o anúncio da medida. "A procura é enorme", afirmou Ferdinand Wambach, gerente de uma revenda da Opel em Nürnberg. "Os vendedores estão ocupados de manhã cedo até tarde da noite." Segundo ele, a preferência dos clientes é pelo Corsa.

A indústria automobilística alemã também afirmou que o bônus ambiental está surtindo efeito. Um porta-voz da Opel, uma das montadoras mais afetadas pela crise, disse que a procura por novos modelos é "muito grande" e que o comércio tem reagido de forma positiva.

"O movimento é enorme nas nossas revendas. Os interessados vêm aos montes", disse o presidente da Ford na Alemanha, Bernhard Mattes, à revista especializada Automobilwoche . Para o presidente da Audi, Rupert Stadler, o "efeito psicológico positivo" da medida não deve ser menosprezado.

A Associação da Indústria Automotiva Alemã (VDA) revisou para cima seus prognósticos para 2009. Em entrevista ao jornal Tagesspiegel , o presidente da VDA, Matthias Wissmann, disse que o setor pode vender mais de 3 milhões de veículos este ano caso o governo leve adiante tudo o que anunciou. Em dezembro passado, o setor esperava vendas de 2,9 milhões de unidades para 2009.

Já a BMW divulgou não perceber melhora nas vendas com a introdução do bônus. "Na condição de fabricante de automóveis de luxo, não percebemos uma clara elevação nas vendas", disse um porta-voz. Segundo ele, o valor de 2.500 euros não faz muita diferença para quem quer comprar um modelo de luxo.

Leia mais