Após desistência do Brasil, Chile vai sediar COP-25 | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 14.12.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

MEIO AMBIENTE

Após desistência do Brasil, Chile vai sediar COP-25

Anúncio foi feito durante atual edição da conferência do clima da ONU. Convite feito pelo Brasil em 2017 foi retirado após pressão de Jair Bolsonaro.

Polen | COP 24 United Nations Climate Conference (picture-alliance/dpa/ZUMAPRESS)

Brasil havia se oferecido em 2017 para servir de anfitrião nas negociações, mas o Itamaray retirou o convite em novembro

O Chile foi escolhido para sediar a próxima Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2019, a COP-25. O anúncio foi feito durante a atual edição da reunião, que acontece na cidade polonesa de Katowice, nesta sexta-feira (14/12).

O Brasil havia se oferecido em 2017 para servir de anfitrião nas negociações, mas o Itamaray retirou o convite em novembro. O convite havia sido feito durante a COP-23, em Bonn, na Alemanha e confirmada mais uma vez em outubro deste ano. 

Inicialmente, o governo de Michel Temer alegou problemas orçamentários para justificar o cancelamento, mas o presidente eleito Jair Bolsonaro disse que teve participação na decisão.

Bolsonaro, que já sugeriu que o Brasil pode se retirar do Acordo Climático de Paris, mostrou indisposição para receber a conferência afirmando que a soberania do país está em risco por causa do acordo.

Várias organizações criticaram a decisão brasileira. Para o Greenpeace, a retirada da candidatura demonstrou que o próximo governo "vira as costas" para as mudanças climáticas, o que significa "virar as costas para as populações mais pobres".

Sob as regras da ONU, no próximo ano é a vez de um país da América Latina ou do Caribe sediar o evento.

Chile e Costa Rica haviam se apresentado. O país da América Central se retirou devido aos custos, mas se ofereceu para ajudar o Chile na organização da chamada 25ª Conferência das Partes (COP25).

"Estamos felizes em dizer que, para a COP25, trabalharemos com a Costa Rica", disse a ministra do Meio Ambiente do Chile, Carolina Schmidt, em Katowice, nesta sexta-feira.

JPS/rt/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais