Ao menos 27 morrem em ataques reivindicados pelo EI no Iraque | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 06.11.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ao menos 27 morrem em ataques reivindicados pelo EI no Iraque

Atentados com carros-bomba nas cidades de Tikrit e Samarra ocorrem em momento em que avança ofensiva para retomada de Mossul, bastião do "Estado Islâmico". OMS condena uso de ambulâncias pelos jihadistas.

Atentado suicida em Samarra matou ao menos quatro peregrinos iranianos

Atentado suicida em Samarra matou ao menos quatro peregrinos iranianos

Ao menos 27 pessoas morreram neste domingo (06/11) em dois atentados terroristas nas cidades de Tikrit e Samarra, na província iraquiana de Salah-ad-Din, ao sul de Mossul. A agência Amaq, vinculada ao "Estado Islâmico" (EI), afirmou que o grupo extremista está por trás dos ataques.

O primeiro, no qual morreram ao menos 15 pessoas, teve como alvo um posto de segurança em Tikrit, capital de Salah-ad-Din. Uma ambulância foi usada como carro-bomba no ataque, que deixou outras 35 pessoas feridas.

No segundo atentado, no qual ao menos 12 pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas, um homem-bomba estacionou uma ambulância carregada de explosivos perto de uma garagem de ônibus. Nela estavam peregrinos xiitas, considerados hereges pelo EI. O homem detonou o veículo e depois os explosivos que tinha amarrados ao corpo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) condenou a utilização de ambulâncias pelos jihadistas. "O uso desses veículos como arma ameaça a capacidade de proporcionar cuidado e serviços médicos urgentes", disse a entidade em comunicado.

Os ataques deste domingo ocorrem num momento em que forças iraquianas, apoiadas pela coalizão internacional liderada pelos EUA, avançam com a ofensiva para retomar a cidade de Mossul das mãos do EI.

O grupo extremista intensificou seus ataques em diferentes partes do Iraque desde o início da operação, no último dia 17 de outubro. Neste domingo, forças iraquianas envolveram-se em combates de rua em distritos a norte e leste de Mossul. A segunda maior cidade do país foi tomada pelos jihadistas em meados de 2014.

LPF/dpa/efe/rtr/ap/lusa

Leia mais