1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Thomas Müller
"Para mim, pessoalmente, isso é uma catástrofe absoluta", disse o atacante alemão Thomas MüllerFoto: Martin Meissner/AP Photo
FutebolAlemanha

Alemanha vence Costa Rica, mas é eliminada da Copa do Catar

1 de dezembro de 2022

Pela segunda Copa do Mundo consecutiva, a Alemanha volta para casa ainda na 1ª fase. Vitória por 4 a 2 sobre a Costa Rica não foi suficiente depois que o Japão surpreendeu a Espanha.

https://p.dw.com/p/4KMuq

Aconteceu de novo. Pouco mais de quatro anos depois de ser eliminada pela Coreia do Sul na Copa da Rússia, a seleção alemã ficou de fora da Copa do Mundo do Catar ainda na primeira fase.

A eliminação ocorreu apesar de uma dramática vitória por 4 a 2 sobre a Costa Rica nesta quinta-feira (01/12). No entanto, os alemães também dependiam do resultado do jogo do Japão contra a Espanha para seguir em frente. No final, a vitória japonesa por 2 a 1 sobre os espanhóis selou o destino da Alemanha.

Durante toda a campanha do Catar, os alemães somaram quatro pontos – uma derrota, um empate, uma vitória – e amargaram a terceira colocação do grupo E.

"Para mim, pessoalmente, isso é uma catástrofe absoluta", disse o atacante alemão Thomas Müller à emissora alemã ARD após a partida.

Fullkrug
Füllkrug marca para a Alemanha. Vitória foi inútilFoto: Matthew Childs/REUTERS

"É incrivelmente amargo para nós, porque nosso resultado teria sido suficiente. É uma sensação de impotência", disse o jogador, que também sinalizou que pode se aposentar do futebol internacional. "Se este foi meu último jogo, quero dizer algumas palavras aos nossos torcedores que me apoiam há anos: Sempre tentei deixar meu coração no campo."

Com a memória da Rússia ainda fresca, a Alemanha tentou se esforçar. Serge Gnabry abriu o placar aos 10 minutos.. Mas, mais uma vez, a equipe do técnico Hansi Flick desperdiçou chance e tornou-se cada vez mais errática à medida que o primeiro tempo avançava, com Manuel Neuer forçado a uma fazer uma defesa pouco antes do intervalo.

Enquanto isso, o outro jogo do Grupo E havia também se tornava mais dramático. Com apenas sete minutos do segundo tempo, a notícia se espalhou pelo Estádio Lusail de que o Japão havia marcado dois gols e assumia a liderança contra a Espanha, um resultado que forçaria a Alemanha a sair do torneio.

Flick reagiu imediatamente, fazendo mudanças no time. A Alemanha parecia confusa quando a Costa Rica foi para o contra-ataque aos 58 minutos, a bola rebatendo em Neuer e no caminho de Yeltsin Tejeda, que chutou para o gol.

Flick continuou a fazer mais mudanças, mas foi a Costa Rica quem marcou novamente em seguida, quando Juan Pablo Vargas colocou momentaneamente seu time na frente da Espanha e nas oitavas de final.

A Alemanha reagiu minutos depois com o atacante Kai Havertz, empatando por 2 a 2. Havertz marcou novamente aos 86 minutos e Füllkrug acrescentou outro aos 89 minutos, trazendo o placar para 4 a 2, mas o foco do time permaneceu nervosamente fixo no confronto paralelo do grupo, que acabou não sendo favorável para os alemães.

No final, a vitória por 4 a 2, a única dos alemães na Copa de 2022, foi inútil. E os campeões do mundo de 2014 vão voltar mais cedo.

jps/ots