Özil e Gündogan são criticados por foto com Erdogan | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 14.05.2018

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Özil e Gündogan são criticados por foto com Erdogan

Em encontro em Londres, jogadores da seleção alemã entregam camisetas de seus clubes ao presidente da Turquia e posam para fotos. DFB e políticos de todos os partidos desaprovam gesto.

Özil entrega camiseta do Arsenal para Erdogan

Özil entrega camiseta do Arsenal para Erdogan

Os jogadores da seleção alemã Mesut Özil e Ilkay Gündogan foram alvos de críticas nesta segunda-feira (14/05), na Alemanha, após um encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que ocorreu em Londres. Ambos são descendentes de turcos e nasceram em Gelsenkirchen, no oeste alemão.

Gündogan, do Manchester City, e Özil, do Arsenal, entregaram a Erdogan camisetas de seus respectivos clubes. Fotografias do encontro, que ocorreu no domingo, foram divulgadas nas redes sociais do partido do presidente, AKP. "Com respeito ao meu presidente", dizia a dedicatória de Gündogan.

"O futebol e a DFB defendem valores que não são respeitados suficientemente por Erdogan. Por isso, não é bom quando nossos jogadores são manipulados para sua campanha eleitoral", afirmou o presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Reinhard Grindel. Ele destacou ainda que a ação dos jogadores não contribui para o trabalho de integração feito pela federação.

Erdogan com Özil e Gündogan

Fotos de Erdogan com Özil e Gündogan (e) foram divulgadas pelo AKP

O diretor esportivo da seleção alemã, Oliver Bierhoff, anunciou uma reunião com os jogadores, que são contados para integrar o time que a Alemanha enviará para a Copa do Mundo da Rússia. "Os dois não tinham consciência do simbolismo e significado dessa foto, mas não aprovamos essa ação e falaremos com eles", afirmou.

Nesta terça-feira, o técnico Joachim Löw anunciará a equipe que representará o país na Copa do Mundo da Rússia, em junho. A Alemanha é a atual campeã mundial.

Além de críticas da DFB, a atitude dos jogadores foi censurada por políticos de todos os partidos. "O presidente alemão se chama Frank-Walter Steinmeier, a chanceler federal, Angela Merkel, e o Parlamento, Bundestag", afirmou o deputado do Partido Verde Cem Özdemir, que também é de origem turca.

O porta-voz de política esportiva do Partido Social-Democrata (SPD), Detlev Pilger, afirmou que os meio-campistas jogam na seleção da Alemanha e, por isso, deveriam ser mais solidários com o Estado alemão.

A copresidente da AfD, Alice Weidel, disse que ambos os jogadores não deveriam mais ser convocados para a seleção alemã e que o caso comprova a pouca identificação de jovens de origem turca com a Alemanha.

O porta-voz de política esportiva da bancada da União Democrata Cristã (CDU), Eberhard Gienger, disse que a posição dos jogadores vai contra os esforços de integração da comunidade turca na Alemanha. "Queremos que os cidadãos turcos no nosso país vejam a Alemanha como o seu país", destacou.

Após as críticas, Gündogan disse que não tinha intenção de fazer uma declaração política e muito menos campanha eleitoral ao posar para as fotos. "Como jogadores da Alemanha, defendemos os valores defendidos pela DFB e estamos cientes da nossa responsabilidade”, afirmou.

No poder há 15 anos, Erdogan se encontra em meio à campanha eleitoral, após antecipar as eleições parlamentares e presidenciais do país em um ano e meio, para 24 de junho de 2018. Desde o golpe de Estado fracassado na Turquia, em julho de 2016, o presidente turco promove uma dura onda de repressão contra seus adversários. Milhares de pessoas já foram presas no país.

CN/dpa/rtr/afp

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

Leia mais