Soldados alemães e americanos: Como enfrentam o stress pós-traumático das guerras? | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 03.04.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Soldados alemães e americanos: Como enfrentam o stress pós-traumático das guerras?

Muitos soldados que voltam do Afeganistão possuem o que depois da Primeira Guerra Mundial era conhecido como Tremedeira de Guerra. Hoje, a doença é conhecida como transtorno por stress pós-traumático.

default

Com medo de colocar as suas carreiras em risco, muitos soldados não procuram ajuda médica.

Muitos não conseguem esquecer os horrores da guerra. Para evitar consequências como transpiração excessiva, insónia e irritação constante, as vítimas do transtorno isolam-se, entram em depressão, têm ideias de suicídio, sucumbem a vícios. Só em Hamburgo foram tratados mais de 4200 soldados com psicoterapia. 150 deles têm o transtorno do stress pós-traumático. Mas muitos ainda não têm coragem de procurar ajuda. Entretanto, autoridades hospitalares afirmam que é preciso que o tema deixe de ser tabu. Mas, é difícil, porque uma doença psicológica, especialmente com homens, é vista como fraqueza - ao contrário de uma doença física.

Áudios e vídeos relacionados