Emmanuel Macron reeleito Presidente da França | NOTÍCIAS | DW | 24.04.2022

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

Emmanuel Macron reeleito Presidente da França

Emmanuel Macron é reeleito Presidente de França obtendo entre 57,6% e 58,20% dos votos na segunda volta das eleições, contra 41,8% e 43% de Marine le Pen, a candidata de extrema-direita, segundo as primeiras projeções.

Frankreich Präsidentschaftswahl | Jubel Macron-Anhänger

Apoiantes de Emmanuel Macron neste domingo (24.04), em Paris.

Em 2017, a primeira vez que os dois se enfrentaram nas eleições presidenciais, o centrista Emmanuel Macron venceu com 66,1% dos votos, contra 33,9% de Marine le Pen. Ou seja, com uma vantagem significativamente mais clara do que nas eleições de hoje.

As últimas sondagens antes da votação neste domingo já mostravam que Emmanuel Macron era o favorito com entre 10% e 15% pontos percentuais de vantagem na intenção de voto face a Marine le Pen, a candidata do partido de extrema-direita União Nacional.

Porém hoje, na sala principal do pavilhão d'Armenonville, onde se encontraram mais de 500 militantes e apoiantes de Marine Le Pen, ouviram-se assobios, apupos e muitos choros, mas também "Bravo, Marine", quando, às 20h00 (hora local) a cara de Emmanuel Macron surgiu nos três ecrãs televisivos que se encontram por detrás do palco onde a candidata do partido União Nacional vai discursar.

Frankreich Präsidentschaftswahl | Le Pen räumt Niederlage ein

A candidata Marine Le Pen.

"Marine, Marine, Marine"

Antes, à medida que os canais televisivos iam fazendo a contagem decrescente para o anúncio dos resultados, vários apoiantes colocaram as mãos na cara, alguns taparam os olhos, outros juntaram as mãos em sinal de reza. Quando faltavam apenas cinco segundos para o vencedor ser revelado, começaram a ouvir-se vários aplausos e gritos de "Marine, Marine, Marine". 

Após saber que a sua candidata tinha sido derrotada, um dos apoiantes, em prantos, disse que estava "desiludido pelo resultado", que puseram fim a "oito meses de campanha muito intensa". 

Marine Le Pen apareceu ao telefone na varanda do Pavilhão d'Armenonville, por volta das 20h09, onde abraçou várias das suas pessoas mais próximas. Às 20h12, subiu ao palco, onde já discursava.

Leia mais