Angola: Governo manda encerrar TV Record e alguns órgãos nacionais | Angola | DW | 19.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma vista de olhos exclusiva à versão beta da nova página da DW. Com a sua opinião pode ajudar-nos a melhorar ainda mais a oferta da DW.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Angola: Governo manda encerrar TV Record e alguns órgãos nacionais

Governo angolano manda suspender a TV Record, Zap Viva e Vida TV. De acordo com as autoridades, os órgãos de comunicação social estariam a operar ilegalmente.

Mosambik | Ilha de Moçambique

Foto ilustrativa

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Carnaval, na noite desta segunda-feira (19.04) na televisão pública angolana, TPA. A medida entra em vigor quarta-feira (21.04).

O Ministério das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social justifica que a medida surge na sequência da constatação de inconformidades em relação aos requisitos legais para o exercício da atividade jornalística em Angola.

Segundo Nuno Carnaval, "infelizmente, as direções destas empresas não cuidaram de corrigir ao longo do tempo que vêm operando no mercado angolano. Por outro lado, estas empresas enquanto não procederem a correção em conformidade com os requisitos legais, estarão suspensas do exercício da sua atividade."

Tratam-se da TV Record, Zap Viva e Vida TV. E as autoridades pedem: "Apelamos que tratem de regularizar a sua situação enquanto empresas de canais de televisão para que possam voltar a manter o contato com audiência".

Assistir ao vídeo 03:38

Emissora de TV aposta em jovens talentos do jornalismo angolano

Leia mais