1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Protestos na abertura da Feira Internacional de Agricultura de Berlim

A agricultura ecológica é um dos principais aspectos desta feira que reúne 1614 expositores de 56 países, inclusive do Brasil. Durante a abertura, ativistas do Greenpeace protestaram contra a pecuária em massa.

default

Promoção de produtos holandeses na "Semana Verde"

Foi aberta ao público na sexta-feira (11) a 67ª Feira Internacional de Agricultura de Berlim, cujo nome oficial é Semana Verde (Grüne Woche). Até o dia 20 de janeiro, 1614 expositores de 56 países e 5 continentes, estarão mostrando produtos agrícolas, alimentos e produtos de jardinagem. Cerca de 500.000 pessoas deverão visitar este evento, que é considerado o maior e mais importante do mundo no setor.

O Brasil participa através de várias empresas exportadoras de frutas, do norte, nordeste e sul do país, com destaque para a iniciativa Taste of Brazil (Sabor do Brasil). Este projeto de divulgação, com apoio do Ministério da Agricultura e da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, está integrado à seção da Feira denominada Fruit Logistica.

Agricultura ecológica

A agricultura ecológica é o foco de atenções da programação da Semana Verde, que compreende cerca de 250 conferências e encontros. O balanço da crise da BSE (encefalopatia espongiforme bovina ou mal da vaca louca), ocorrida há um ano, as novas diretrizes da política agrária, a ampliação da União Européia com a abertura de novos mercados agrícolas e as negociações com a Organização Internacional do Comércio (OMC) são itens da pauta de debates.

Durante a inauguração, a ministra alemã de Defesa do Consumidor, Renate Künast (Partido Verde), repetiu sua promessa de incentivar a agricultura ecológica, que na Alemanha está bastante atrasada em relação ao outros países europeus. Isto é o que reivindicou, também, o Comissário da União Européia para Questões Agrárias, Franz Fischler. O cultivo biológico representa apenas 2% da agricultura alemã, enquanto que em outros países, como a Áustria por exemplo, tem participação de 10%.

Seringas espetadas na carne

Na abertura da Semana Verde, a organização ambientalista Greenpeace encenou um protesto conta a pecuária de massa. Fantasiados de diabo e estampando o logotipo das sete grandes cadeias de supermercados alemães, os ativistas ofereceram aos passantes bandejas com carne simbólica, espetadas com seringas de remédios. Greenpeace acusa os supermercados de venderem sobretudo carne proveniente de criação em massa.

Casamento no meio de flores

Dentre as tradicionais atrações da Semana Verde inclui-se o pavilhão da fazenda, onde se pode vivenciar de perto estábulos e animais, e a mostra da agricultura alemã com produtos regionais para serem consumidos. Pela primeira vez este ano, a feira oferece a possibilidade de se realizar casamentos, em meio a um cenário idílico, no pavilhão das flores.

Seções e eventos especiais completam a Feira Internacional de Agricultura, como por exemplo a já citada Fruit Logistica, onde se concentra a participação do Brasil, a mostra de plantas e animais domésticos, seções dedicado às energias renováveis e ao controle de qualidade de alimentos e o pavilhão Talking Food, especializado em alimentação para jovens.

Leia mais