1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Fugitivos ou expatriados?

A exposição "Fuga, Desterro, Integração", na Haus der Geschichte (Casa da História), em Bonn, mostra o destino de milhões de pessoas na Europa depois da Segunda Guerra Mundial.

default

A mostra conta com mais de mil itens, entre fotos, vídeos, documentos e objetos pessoais

Há 60 anos, cerca de 20 milhões de pessoas se achavam sem pátria. Eram vítimas de uma guerra que terminava sem verdadeiros vencedores. Segundo cálculos de historiadores, 12 milhões eram alemães. Seus medos, esperanças e dificuldades podem ser conhecidos de perto, agora, através da exposição que promete confrontar os visitantes com um capítulo importante da História.

Segundo o presidente da Fundação Casa da História da República Federal Alemã, o que está exposto é resultado de dois anos de trabalho intenso. "A idéia de montarmos esta exposição surgiu já nos anos 90", explica.

Ausstellung Flucht Vertreibung Integration in Bonn

Baú utilizado por alemães que deixaram a (ex-)Tchecoslováquia

Hermann Schäfer acrescenta, ainda, que o tema foi discutido intensamente para que o produto final ficasse interessante para as pessoas. "Qual o conhecimento e a expectativa que queremos proporcionar?", questiona.

Inverno de 45

Milhões de alemães fogem do Exército Vermelho rumo ao oeste: a pé, de carroça ou de navio. Seguem por ruas cobertas de neve ou pelo gélido Mar Báltico. Na bagagem, pertences como documentos, brinquedos, livros e roupas. Deixam para trás história e lembranças.

Na Conferência de Potsdam, em agosto de 1945, os representantes dos países aliados decidem pelo realojamento de populações alemãs da Polônia, (ex-)Tchecoslováquia e Hungria. Este processo deveria ocorrer de forma ordenada e humana. Na verdade, o que imperou foi a violência. Alemães foram expulsos também da Romênia e da (ex-) Iugoslávia.

Com mais de mil peças, o museu alemão conta esta história com detalhes. Conforme o chefe do projeto, Hans-Joachim Westholt, "a exposição mostra a dura realidade enfrentada por essas pessoas". Narrativa que pode ser acompanhada por entrevistas originais de testemunhas oculares desse processo. São adultos e idosos que descrevem o sentimento de deixar sua pátria.

Ausstellung Flucht Vertreibung Integration in Bonn

Cartazes de partidos políticos da época também compõem a exposição

O sociólogo e historiador ressalta que os vídeos não se baseiam somente no passado. "Queremos mostrar o que aconteceu com essas pessoas após 1945", explica.

"São elementos biográficos que nos ajudam a conhecer a história de vida de cada um", comenta sobre os 150 relatos que poderão ser vistos e ouvidos no espaço de 650m2 destinados à exposição. "Isso nos auxilia a responder o que houve com estas pessoas", lembra.

Leia a seguir: as dificuldades enfrentadas pelos desterrados

Leia mais