Alemanha apresenta plano de cinco pontos para a Faixa de Gaza | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 20.01.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha apresenta plano de cinco pontos para a Faixa de Gaza

Alemanha quer lançar nova iniciativa diplomática europeia para a pacificação do Oriente Médio e apresenta plano de cinco pontos para manter o cessar-fogo entre israelenses e palestinos na Faixa de Gaza.

default

Ministro Steinmeier com o presidente de Israel, Shimon Peres

A Alemanha quer lançar uma nova iniciativa diplomática europeia para a pacificação do Oriente Médio. O país elaborou um plano de cinco pontos com a intenção de manter o atual cessar-fogo entre israelenses e palestinos na Faixa de Gaza, informou nesta terça-feira (20/01) a imprensa alemã.

O plano foi elaborado pelo ministro das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, e conta com o apoio do chefe da diplomacia europeia, Javier Solana, assim como da presidência da União Europeia, a cargo da República Tcheca, afirmou o jornal Süddeutsche Zeitung.

"Existe um momento especial e a Europa deve aproveitá-lo", disseram ao diário fontes da diplomacia alemã. A nova iniciativa europeia tende a não deixar os esforços unicamente nas mãos da nova administração presidencial dos Estados Unidos, acrescentaram.

Abastecimento e infraestrutura

O primeiro passo dos cinco pontos é garantir a ajuda humanitária, com entrega de medicamentos, alimentos e gasolina, e a reconstrução de moradias. Depois, será delineada uma estratégia para terminar com o contrabando de armas do Egito à Faixa de Gaza, uma das principais demandas de Israel.

Para isso, a Alemanha enviará funcionários para cooperar com especialistas do Egito e, assim, melhorar o controle sobre os túneis na fronteira egípcia-palestina. Os passos seguintes do plano são a reabertura dos postos fronteiriços entre Gaza e Israel, a reconstrução da Faixa de Gaza e, finalmente, a retomada do processo de paz na região.

O plano foi desenhado depois de duas viagens de Steinmeier à zona em conflito nas últimas semanas e uma visita da chanceler federal alemã Angela Merkel, no último final de semana.

Em paralelo, os ministros das Relações Exteriores da UE se reunirão com representantes do Oriente Médio em Bruxelas esta semana. O objetivo é ajudar a manter o cessar-fogo na Faixa de Gaza.

Garantir o cessar-fogo

A presidência tcheca da UE anunciou que os ministros dos 27 países-membros se reunirão na noite desta quarta-feira com a ministra de Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, e no domingo com os ministros do Egito, da Jordânia, da Turquia e da Autoridade Nacional Palestina.

"O objetivo é ver se conseguimos ajudar a assegurar o cessar-fogo e abordar as necessidades humanitárias", disse um diplomata da UE.

Já o presidente da França, Nicolas Sarkozy, sugeriu que uma conferência para negociar a paz duradoura na região tenha lugar em Paris, informou o jornal francês Fígaro em sua edição online.

A conferência será focada na criação de um Estado palestino. Uma reunião preparatória de ministros do Exterior se realizará "provavelmente no começo de fevereiro" no Egito. A grande conferência pela paz deverá acontecer nas próximas semanas, segundo o presidente francês.

Leia mais