1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Processo contra os 15+2 ativistas em Angola

Dezassete ativistas angolanos foram julgados no Tribunal Provincial de Luanda. Foram acusados de prepararem um golpe de Estado contra o Governo do MPLA de José Eduardo dos Santos. Oposição pediu "#LiberdadeJa".

Dezassete ativistas angolanos foram julgados na 14ª Secção do Tribunal Provincial de Luanda. Foram acusados de prepararem um golpe de Estado contra o Governo do MPLA de José Eduardo dos Santos.

13 dos 17 ativistas foram presos a 20 de junho de 2015 quando discutiam o livro "From Dictatorship to Democracy" ("Da Ditadura à Democracia") de Gene Sharp, professor norte-americano de ciências políticas da Universidade de Massachusetts Dartmouth, sobre a luta não-violenta contra Governos repressivos. Outros dois ativistas foram detidos mais tarde. Duas jovens aguardaram o julgamento em liberdade.

Os jovens não estavam na posse de armas e, por isso, os "revús", como em Angola são conhecidos os jovens "revolucionários", são considerados presos políticos por muitos. Uma campanha nas redes sociais intitulada #LiberdadeJa pediu a sua libertação imediata.

Este especial reúne todos os artigos da DW África sobre os dezassete ativistas publicados desde o início do julgamento a 16 de novembro de 2015.

Todos os artigos publicados antes do início do processo encontram-se num segundo especial: http://www.dw.com/pt/os-15-ativistas-detidos-em-angola/a-18659722

Leia mais