Vulcão islandês reduz erupções e aeroportos europeus são reabertos | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 25.05.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Vulcão islandês reduz erupções e aeroportos europeus são reabertos

Nuvem de cinzas vulcânicas no norte da Europa começa a se desfazer mais rapidamente que o esperado. Tráfego aéreo começa a ser normalizado.

Coluna de cinzas de vulcão na Islândia está mais fina

Coluna de cinzas de vulcão na Islândia está mais fina

A nuvem de cinzas formada pela atividade do vulcão islandês Grimsvötn, que entrou em erupção no último sábado, começou a se desfazer mais rapidamente do que o esperado.
De acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira (25/05) pelo Instituto Meteorológico de Reykjavik, capital da Islândia, a coluna de fumaça que sai do vulcão está "bem, bem fina". No entanto, as erupções ainda não acabaram totalmente, ressalta o instituto.
Com isso, a Alemanha suspendeu a ordem de fechar o espaço aéreo em algumas cidades, especialmente no norte do país. Os aeroportos de Bremen e Hamburgo chegaram a ficar algumas horas fechados para pousos e decolagens. Também houve uma determinação para cancelar as atividades nos terminais de Berlim a partir das 11 horas da manhã (horário local).
As autoridades europeias de segurança aérea acreditam que o tráfego aéreo no continente será normalizado até amanhã. Ao todo, devem ser operados nesta quarta-feira 29,5 mil voos na Europa – sendo quatro mil apenas na Alemanha. Espera-se que aproximadamente 700 sejam cancelados.
As erupções do vulcão islandês começaram no último fim de semana. A nuvem de cinzas chegou a alcançar 20 quilômetros de altura e logo se espalhou pelos céus da Europa. Devido à nuvem de cinzas vulcânicas, cerca de 500 voos foram cancelados na terça-feira – especialmente conexões aéreas no norte da Inglaterra, Escócia e a Irlanda do Norte.
MS/dpa/afp/rtr
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais