Visita de Merkel a Israel tem grande caráter simbólico | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 16.03.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Visita de Merkel a Israel tem grande caráter simbólico

Visita de três dias de Angela Merkel marca uma nova fase nas relações com o Estado judeu, 63 anos após o Holocausto. Merkel será primeira chefe de governo a falar no Knesset.

default

Merkel foi recebida pelo premiê Olmert

A viagem de três dias da chanceler federal alemã, Angela Merkel, a Israel tem por motivo as comemorações pelos 60 anos de fundação do país. "Queremos dar os cumprimentos em nome do governo e das pessoas na Alemanha", disse Merkel na mensagem semanal por vídeo divulgada em sua página na internet.

Ela é a primeira chefe de governo a congratular Israel pelos seus 60 anos em uma visita pessoal. As festividades oficiais, para as quais também está convidado o presidente dos EUA, George W. Bush, serão em maio.

Merkel besucht Israel - Kranzniederlegung am Grab von Ben Gurion

Merkel deposita flores no túmulo de Ben Gurion

Após ser recebida em Tel Aviv pelo primeiro-ministro Ehud Olmert neste domingo (16/03), Merkel esteve no kibutz Sde Boker, onde ao lado do presidente Shimon Peres ela visitou a sepultura do primeiro chefe de governo de Israel, David Ben Gurion.

Merkel disse que nesta visita pretende conciliar a memória com o planejamento do futuro. "Por um lado, temos de ter em mente a responsabilidade pelo passado − e isto a política alemã sempre fará − e por outro lado temos de orientar nossas relações para o futuro", acrescentou. Merkel salientou que "o direito de existência de Israel é uma das constantes da política externa alemã".

Encontros anuais em nível de governo

Após uma visita de Merkel ao Memorial do Holocausto Yad Vashem, nesta segunda-feira, será realizado em Jerusalém o primeiro dos encontros regulares entre os dois países, com a participação de chefes de governo e ministros.

Pelo lado alemão, participam sete ministros, liderados pelo de Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier. Na pauta estão vários projetos nos setores de meio ambiente, programas para jovens de ambos os países, Justiça, Defesa, ciência e apoio econômico. Serão os primeiros encontros bilaterais regulares da Alemanha em nível de alto escalão fora da Europa.

A Alemanha é o segundo maior parceiro comercial de Israel, atrás dos Estados Unidos. Mais de cem cidades e comarcas alemãs mantém parcerias com cidades israelenses.

Pronunciamento no Knesset em alemão

O ponto alto da visita de Merkel será na terça-feira, quando ela falará diante do Knesset. Será o primeiro pronunciamento de um chefe de governo estrangeiro diante do Parlamento israelense. Para que isso se tornasse possível, foi feita uma alteração no regulamento do Knesset.

A chanceler federal disse que pretende deixar claro aos 120 deputados "que as ameaças contra Israel também são ameaças contra nós". Isto valeria especialmente para o Irã. Segundo ela, a Alemanha continuará fazendo pressão para que "o programa nuclear iraniano não possa prosseguir e que o Irã finalmente respeite as regras internacionais".

Horst Köhler in Israel Rede vor der Knesset

Köhler fala no Knesset

De antemão, Merkel pediu desculpas pelo fato de que falará em alemão. Ao mesmo tempo, disse compreender que alguns deputados tenham problemas com o fato de ela falar no idioma materno. Em seu pronunciamento no Knesset em fevereiro de 2005, o presidente alemão, Horst Köhler, havia pronunciado algumas palavras em hebraico.

Pouco antes do embarque de Merkel, neste domingo (16/03), causou surpresa o anúncio de uma iniciativa do governo alemão para o Oriente Médio. Ela prevê uma conferência em Berlim, em junho, para negociar a constituição da polícia e da Justiça nos territórios autônomos da palestina.

Entre os participantes, estariam representantes palestinos e de Israel, além de diversas nações árabes, os países da União Européia, assim como os Estados Unidos, Rússia e as Nações Unidas.

Leia mais