1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Annalena Baerbock
Pesquisas indicam que, ao menos no momento, o poder é possível para Annalena BaerbockFoto: Kay Nietfeld/dpa/picture alliance

Verdes escolhem Annalena Baerbock para sucessão de Merkel

19 de abril de 2021

Copresidente é a candidata do Partido Verde à chancelaria federal. Verdes têm cerca de 20% da preferência eleitoral e reais chances de chegar ao poder na Alemanha.

https://p.dw.com/p/3sD5N

Annalena Baerbock será a candidata a chanceler federal da Alemanha pelo Partido Verde na eleição de 26 de setembro, anunciou a direção do partido nesta segunda-feira (19/04) em Berlim. O nome dela ainda deverá ser confirmado numa convenção.

Baerbock é copresidente do Partido Verde ao lado de Robert Habeck, que fez o anúncio do nome dela como a candidata. Como ambos presidem o partido, um dos dois seria o candidato, o que deu origem a uma grande expectativa nos últimos dias.

Para capitalizar ao máximo o interesse público pela questão, ambos haviam anunciado que a decisão seria tomada no fim de semana e comunicada nesta segunda-feira.

Baerbock, de 40 anos, é a mais jovem candidata a chanceler federal desde a formação da República Federal da Alemanha, em 1949, e apenas a segunda mulher a concorrer ao cargo.

É a primeira vez que o Partido Verde participará da eleição com um candidato indicado à chancelaria federal. Os verdes têm se mantido constantes em torno dos 20% na preferência dos eleitores, segundo pesquisas, apenas poucos pontos atrás da aliança conservadora CDU-CSU, da chanceler federal Angela Merkel, e assim com reais chances de chegar ao poder.

Tradicionalmente, apenas partidos com reais chances de elegerem o chanceler federal indicam de antemão seu candidato para o cargo. A eleição do chanceler federal alemão é indireta e realizada pelo Bundestag (Parlamento). Com a indicação de um nome antes do início da campanha, os partidos deixam claro para os eleitores quem eles indicarão para a eleição indireta no Bundestag caso venham a liderar uma coalizão de governo.

as/cn (ots)

Pular a seção Mais sobre este assunto