UE quer acabar com plástico não reciclável | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 17.01.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

UE quer acabar com plástico não reciclável

Comissão Europeia apresenta projeto para reduzir o desperdício de embalagens a partir da reciclagem e do reuso. Proposta seria a fundação de uma nova economia do plástico.

China Importstopp für Plastikmüll (picture-alliance/dpa)

Menos de 30% do plástico produzido na União Europeia é reciclado.

A Comissão Europeia, poder executivo da União Europeia (UE), apresentou nesta terça-feira (16/01) um projeto que prevê que, até 2030, todas as embalagens plásticas do bloco sejam recicláveis.

Anualmente a Europa produz 25 milhões de toneladas de plástico, mas menos de 30% desse montante é reciclado.

Outro problema são os microplásticos, que contaminam o ar, a água e as cadeias alimentares e cujas consequências para a saúde humana e dos animais ainda são desconhecidas.

"Se não mudarmos a forma com que produzimos e usamos plástico, em 2050 haverá mais plástico do que peixes no oceano", afirmou o primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans. "A única solução a longo prazo é reduzir o desperdício de plástico a partir da reciclagem e do reuso."

Segundo a proposta da Comissão Europeia, até 2030 todas as embalagens plásticas em circulação no mercado da UE teriam que ser recicláveis. O uso de plásticos descartáveis também seria reduzido.

Microplásticos, que são encontrados em produtos como cosméticos e roupas, seriam severamente restringidos.

Além disso, o plano também impulsionaria o financiamento e investimento na produção de plásticos recicláveis mais amigáveis ao meio ambiente e na melhoria dos processos de reciclagem.

Agora o projeto da Comissão precisa ser aprovado tanto pelos governos dos países que compõem a UE quanto pelo Parlamento Europeu.

O objetivo da Comissão Europeia é fundar as bases para uma "nova economia do plástico" que, além de ser mais sustentável, geraria inovação, crescimento de empregos e ainda faria da Europa líder mundial de uma política de transição de plásticos.

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais