UE pretende facilitar imigração para suprir falta de mão-de-obra | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.07.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

UE pretende facilitar imigração para suprir falta de mão-de-obra

Os ministros do Interior dos 27 países da União Européia (UE) aprovaram a sugestão da presidência francesa para uma melhor coordenação da política conjunta de imigração e asilo.

default

O chamado Pacto de Imigração e Asilo Político abre caminho para a imigração legal de mão-de-obra necessária nos países do bloco. Já imigrantes ilegais que não receberem visto de permanência poderão ser repatriados.

O plano foi idealizado pela França e modificado por pressão da Espanha, que nos últimos anos anos concedeu visto permanente a 700 mil imigrantes ilegais vindos da África. Os ministros do Interior da União Européia sinalizaram amplo apoio ao projeto, que deve ser submetido a aprovação no encontro de cúpula da UE em outubro.

Segundo cálculos da Comissão Européia, na UE podem viver até 8 milhões de imigrantes ilegais. No primeiro semestre do ano passado, foram detidos mais de 200 mil ilegais, dos quais 90 mil foram enviados de volta aos países de origem.

O ministro alemão do Interior, Wolfgang Schäuble, defendeu o documento. Segundo ele, "não será construído nenhum muro em volta da Europa. Schäuble ressaltou que o objetivo é combater a imigração ilegal e incentivar a migração legal.

Leia mais