1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski
Zelenski divulgou mensagem à população após ataque Foto: Ukrainian Presidential Press Office/AP/picture alliance

Ucrânia adota lei marcial

24 de fevereiro de 2022

Em reação a ataque russo e com aval do Parlamento ucraniano, Zelenski introduz medida que substitui leis civis por regras militares em todo país.

https://www.dw.com/pt-br/ucr%C3%A2nia-adota-lei-marcial/a-60895042

Logo após o início do ataque russo, o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, impôs nesta quinta-feira (24/02) a lei marcial no país e pediu calma à população. A medida contou com o aval do Parlamento ucraniano.

Em vídeo publicado no Facebook, Zelenski anunciou o ataque russo contra "a infraestrutura militar" e a os guardas da fronteira. Ele informou ainda que introduziu a lei marcial em todo o país. Com a medida, as leis civis passam a ser substituídas por regras militares.

"Nessa manhã, a Rússia lançou uma nova operação militar contra o nosso Estado. Essa é uma invasão completamente cínica e infundada", afirmou Zelenski. "Nós, os cidadãos da Ucrânia, temos determinado nosso futuro desde 1991", disse em referência ao ano do colapso da União Soviética. "Mas agora, o que está sendo decidido não é somente o futuro do nosso país, mas o futuro de como a Europa quer viver", acrescentou.

Zelenski pediu que a população mantenha a calma e permaneçam em casa. Ele destacou ainda que o governo está fazendo de tudo para defender o país. "Sem pânico. Nós somos fortes. Estamos prontos para tudo. Vamos vencer todos porque somos a Ucrânia", acrescentou.

O presidente pediu ainda que a comunidade internacional crie uma "coalizão anti-Putin" para apoiar a Ucrânia, por meio de apoio militar e financeiro, e disse estar em contato com líderes de vários países. Zelenski solicitou ainda a aplicação de sanções imediatas contra a Rússia.

cn (Afp/Reuters/Efe)